Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

terça-feira, 11 de outubro de 2016

Maria Lúcia Fattorelli denuncia na C D H a PEC 241







 COMENTÁRIO SOBRE A PEC 241 ( Marcos Rebello)
Nos comentários sobre o vídeo de Maria Lucia Fattorelli há pessoas que a criticam como 
errada e outras que satirizam a posição de quem condena a criação de mecanismos 
financeiros que significam o aumento da dívida pública. 
.


Sr. Stephen Kanitz
Esse pessoal não é mal intencionado. É porque o investidor financeiro não tem moral. 
Aliás, na sua maioria são amorais, o que é pior. O que importa é o contrato. 
Seja ele sobre o que for! Para as partes financeiras contratantes tanto faz se o resultado
 de uma mega operação de "short selling" derruba um banco central para a ruína 
de uma nação ou se um "futures contract" levanta toda uma indústria e cria milhares de
 empregos! O importante é que detrás destes contratos estejam exércitos poderosos
 capazes de fazê-los serem cumpridos - com bombas atômicas de preferência!


Me explico.
Parece insuspeito, mas este vídeo não é apenas uma séria elaboração técnica para
 desmascarar uma fraude. A Sra. Fattorelli tem credenciais impecáveis, alem de 
acadêmicas,para expor sobriamente um processo que ocorreu na Grécia. 
Também não é apenas com o propósito de desconstruir a PEC 241 que deverá
 congelar as despesas públicas na educação e na saúde por 20 anos em um 
país de 210 milhões de pessoas. Este vídeo, para quem sabe dar a sua 
real importância, para quem sabe das implicações macroeconômicas e 
geopolíticas em um cenário financeiro global, compreende perfeitamente que é
 chave para impedir que o Brasil passe de uma potência, prestes a adquirir a soberania
 plena, para ser rebaixado à mera 'matriz provedora' de valores às entidades no 
exterior que estão em precaríssima situação em todos os sentidos.
Basta um acompanhamento no wall Street Journal sobre os bancos nos EUA e na UE e
 seus Bancos Centrais. Para quem sabe um pouco de economia pode conferir que os
 "stress tests" nos 8 maiores bancos nos EUA, que controlam Wall Street e 85% da
 economia, não têm condições de serem implementados como gostaria o
 FED Governor Sr. Daniel Tarullo e exigia o Sr. Jeb Hensarling do GAO, que iria
 suplantá-lo, para garantir a transparencia que não há nem no FED e para que em uma
 eventual crise, que certamente virá, sejam sólidos o suficiente para não falirem e provocar
 o efeito dominó. Isso porque o governo já anunciou que não tem condições de salvá-los
 outra vez. Veio então o Brexit, e os "stress tests" não podiam ser exigidos porque seria melhor
 deixar os bancos agirem desimpedidos no estupro do que resta dos mercados na era
 pós-Glass-Steagall. A taxa de juros é sabido que deve aumentar por força das
 necessidades mas não há solidez na economia para tal. Na Europa a mesma coisa e idem
 no Japão, ambos com taxas de juro negativas e beirando ao zero. Ou seja, não existe
 a mínima possibilidade de recuperação econômica porque TODAS as alternativas estão
 exauridas, inclusive "helicopter money" que depende de "soft demand" para o qual o FED 
e o governo já declararam que nisto não podem influir porque depende das vontades
 individuais de consumidores e empresas.
O desespero é tal que o ECB, FED, BoJ, BoE estão comprando massivos blocos de 
dívidas das maiores empresas multinacionais a juros baixíssimos por vários anos - 
estão estacionando dinheiro para daqui ha 6 e 10 anos. Parece ser a última cartada para
 garantir o domínio e manter as moedas mais fortes, assim como as respectivas 
multinacionais receptoras destas infusões de liquidez, no controle dos mercados. 
O dólar todos sabem que esta prestes a derreter porque os petrodólares não têm mais a sua
 base de sustentação que é o petróleo - Pré-sal e Venezuela à vista? É esta casta de
 abutres que exige uma Selic no Brasil a 14,25% para garantir os lucros que não podem 
realizar nem em casa nem em qualquer outro lugar. Nem no Forex em alta volatilidade que
 hoje registra uma queda de 44,7% para os 5 maiores bancos que seis meses atras
 era de 61%! A situação é simplesmente desesperadora.
Alguem ja perguntou a moralidade disso? Ou seja, depois de massivas doses de 
Quantitative Easings sem inflação(!), de doação de dinheiro diretamente da "fábrica" 
criado do nada para manter a sobrevida de um sistema decadente que não tem 
condições de se sustentar não deve passar por um escrutínio moral? O que dizer de
 um sistema financeiro hiper alavancado, com contratos de derivativas em no 
mínimo US$600 trilhões a serem maturados em excesso daqui ha pouco tempo e um PIB 
mundial a US$105 trilhões que não mostra crescimento nem oferece saída? Por isso adotam
 sanções econômicas para pressionar países a se ajoelhar e entregar o que por direito são 
seus patrimônios nacionais. Com outros destroem completamente suas cidades e espalham 
seus povos desabrigados às centenas de milhares pelo mundo afora sem a mínima consideração
 ao direito humano visando apenas o desejo insano de criar zonas de influência geopolítica, 
roubar jazidas de petróleo e fazer contratos pela força das armas para adquirirem valores
 que não possuem mas necessitam para manter a supremacia. Pressionam supostos
 aliados a fazerem pressão economica e guerra, e chamam a isso de "coalisão".
Isto posto, podemos com segurança neste raciocínio lógico chegar ao tema que nos 
toca particularmente como brasileiros. O golpe que sofremos, por termos tido um governo
 progressista e independente com uma diplomacia ativa e altiva que se responsabilizava pelo
 bem estar da sociedade, é o resultado direto desta atual conjuntura internacional. 
E o que vemos neste golpe descarado? Uma classe de gente, se assim pudermos chamá-los, 
que cinge a face de uma falsa moral para pretender impor uma decência e religiosidade que não
 possuem, porque são impedidos pela ganância a não enxergar a morte lenta à dezenas de milhões
 de seres humanos. Fazem questão de engordar com "puffed dollars" uma pseudo-elite para administrar 
toda uma nação de futuros escravos por meio de leis que sabem com absoluta certeza os fará
 dependentes por gerações, sejam apenas observados os contratos feitos entre partes gananciosas
 sem qualquer observância à mais elementar decência humana. E chamam a isto de 
"Ponte para o Futuro" em um processo democrático. Esta é a decadência ocidental, com toda a 
cristandade mercantil que vem de arrasto na cola de enriquecimento fácil para uma minoria
 de espertalhões.
Não precisamos de agentes de influência. Basta-nos um Congresso corrupto, comprado por
 outros bilhões de "puffed dollars" das petroleiras. Estas em estado deplorável que nem podem 
mais pagar os dividendos aos seus acionistas, para que entreguem o Pré-sal em troca de 
mais "puffed dollars" e nenhuma contrapartida!
A PEC 241 é uma monstruosidade! Igualada apenas aos contratos de financiamento do
 Império pelo Marquês de Barbacena e Visconde de Itabaiana a partir de 1824. Tenho absoluta 
certeza de que este é o mesmo propósito desenhado e agora posto em prática para o Brasil
 a partir deste governo golpista e ilegítimo.
A PEC 241 é para garantir que haja liquidez para cumprir os contratos fraudulentos de escravidão
 do povo!
.
“Ousei rasgar o espesso e misterioso véu que cobria o
Tesouro, persuadido de que a desconsolação pública e a
extinção do patriotismo andam a par da miséria pública; de
que a ruína dos Estados, a queda dos Impérios são
conseqüências das desordens das finanças”.
(Relatório do Ministro da Fazenda, Manuel Jacinto
Nogueira da Gama, Visconde de Baependi, em 1823). 
.

Nenhum comentário:

Postar um comentário