Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas. Clique na imagem acima.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

segunda-feira, 8 de junho de 2015

"Paz da Colômbia é a paz do continente," diz Mujica em Fórum

América Latina

8 de junho de 2015 - 12h03 
http://www.vermelho.org.br/noticia/265275-7

"Paz da Colômbia é a paz do continente," diz Mujica em Fórum

Reprodução
II Fórum pela Paz da Colômbia reivindica cessar-fogo bilateral imediato. II Fórum pela Paz da Colômbia reivindica cessar-fogo bilateral imediato. 

A capital uruguaia recebeu entre sexta-feira (5) e domingo (7) o 2º Fórum pela Paz da Colômbia, com 120 organizações latino-americanas. Montevidéu, declarada a capital da paz na América Latina, também sediou o 1º Fórum Parlamentar sobre o tema, reafirmando o respaldo ao processo colombiano. O ex-presidente uruguaio Pepe Mujica participou do evento, enfatizando que “a paz da Colômbia é a paz de todo o continente”. Leia a declaração final do Fórum, abaixo.

Por Moara Crivelente*, para o Vermelho


No Brasil, diversas atividades pré-fórum reafirmaram “a solidariedade com as lutas do povo colombiano, especialmente as articuladas pela Cúpula Agrária Camponesa, Étnica e Popular”. O compromisso consta da declaração emitida em 1º de junho e endossada por 45 entidades brasileiras – inclusive o PCdoB, o Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), a União da Juventude Socialista (UJS), a União Brasileira de Mulheres (UBM), a União de Negros pela Igualdade (Unegro), a Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), entre outras.

A Marcha Patriótica – movimento colombiano organizado em torno da reivindicação por uma paz duradoura, com verdade e justiça social – e o Partido Comunista Colombiano estiveram empenhados na articulação dos movimentos sociais pela realização do II Fórum nos diferentes países, realizando debates que visaram contribuir com o caminho de paz, por uma América Latina soberana e livre do militarismo.

Foi neste sentido a fala do ex-presidente e atual senador uruguaio Pepe Mujica, no encerramento do Fórum, neste domingo (7). Ele afirmou, de acordo com aTelesur, que a paz dos colombianos é uma causa de todos os latino-americanos, porque a guerra na Colômbia, que já dura mais de cinco décadas, “é uma porta de entrada à intervenção desde fora, nas entranhas do continente.” 

“Temos que dar-nos conta de que somos parte da esperança da humanidade. Chegamos tarde, mas temos a vantagem de ter aprendido dos erros que cometeram outros para termos a possibilidade de um continente de justiça e paz, onde valha a pena nascer e sonhar”, afirmou Mujica. Assista a seguir (em espanhol): 

 
No mesmo sentido, a presidenta do Conselho Mundial da Paz e do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz), Socorro Gomes, enfatizou a necessidade de unidade no enfrentamento ao imperialismo para a consolidação dos avanços no continente. “Fica cada vez mais evidente que a paz justa é o objetivo de todos os povos latino-americanos e do mundo. Por isso, nossa luta conjunta fortalece-se,” afirmou Socorro em sua fala, no sábado (6), logo após participar da 22ª Convenção Nacional de Solidariedade a Cuba, em Pernambuco, onde também enfatizou este ponto. 



















“Aqui voltamos a reafirmar a defesa do direito à verdade, à justiça e à reparação, a luta pela paz democrática e anti-imperialista. As longas décadas de conflito na Colômbia não trazem apenas ao povo colombiano a ameaça da violenta oligarquia ligada ao imperialismo, trazem a todo o continente latino-americano. É equivocada a abordagem daqueles que limitam nas fronteiras os desafios enfrentados pelos povos do mundo. Não só pela solidariedade internacional, mas também por reconhecermos que estes são desafios nossos, reafirmamos o nosso apoio ao povo colombiano na luta pela paz justa,” sublinhou a presidenta.

Mobilização pela paz e contra o imperialismo


De acordo com a organização do Fórum, esta segunda edição mobilizou mais de mil pessoas do continente e do mundo, “evidenciando a grande solidariedade que vem conquistando o povo colombiano, para fazer avançar o processo de paz e lograr um cessar-fogo bilateral [entre o governo e a insurgência] que permita que as palavras sejam ouvidas mais do que as balas.” Leia a seguir a Declaração Final do Fórum:

Nenhum comentário:

Postar um comentário