Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

sexta-feira, 24 de abril de 2015

PETROBRAS é hoje a VALE ontem: Um prejuízo que só se explica se foi para fugir da chantagem do órgão auditor.

Um prejuízo que só se explica se foi para fugir da chantagem do órgão auditor.
Vejamos os números:
O lucro bruto, R$ 80,4 bilhões, foi 15% superior ao de 2013. A geração de caixa operacional alcançou R$ 59,1 bilhões em 2014. Os investimentos totalizaram R$ 87,1 bilhões em 2014.
Nossa companhia terminou o ano com R$ 68,9 bilhões em caixa. Confira os resultados completos na nossa página de Relacionamento com Investidores.

Notícias
Publicado em 22/04/2015 - 20h05 - Por: Petrobras
--------------------------------------------------------------------------------
Gestão - Comunicação e Relacionamento Interno
Cumprimos nosso compromisso: divulgamos as demonstrações contábeis auditadas 
Presidente Bendine e diretoria farão apresentação exclusiva para a força de trabalho nesta sexta-feira (24/04), às 10h. Evento será transmitido pela WebTV

Nesta quarta-feira (22/04), nosso Conselho de Administração apreciou as demonstrações contábeis do 3º trimestre de 2014 revisadas pelos auditores independentes e as demonstrações contábeis auditadas do exercício de 2014. "Com a publicação dos resultados, a Petrobras transpôs uma importante barreira, após um esforço coletivo, que evidencia nossa capacidade de superação de desafios em um contexto adverso", disse o presidente Aldemir Bendine.
Com a divulgação dos resultados, a Petrobras cumpre com suas obrigações com o mercado e com o dever de informar aos públicos de interesse, agindo com transparência em relação aos eventos que vieram a público no âmbito da "Operação Lava Jato". "Este exercício me trouxe ainda mais confiança de que iremos responder às questões estratégicas que nos defrontam, relativas ao plano de negócios, de maneira eficiente e criando valor para a companhia", reforçou Bendine.
Nossa companhia apresentou prejuízo de R$ 21,6 bilhões em 2014. Contribuíram para esse resultado:
•Perda por desvalorização de ativos-impairment (R$ 44,6 bilhões);
•Baixa decorrente de pagamentos indevidos no âmbito da "Operação Lava Jato" (R$ 6,2 bilhões);
•Provisionamento de perdas com recebíveis do setor elétrico (R$ 4,5 bilhões);
•Baixas dos valores relacionados à construção das refinarias Premium I e II (R$ 2,8 bilhões);
•Provisionamento do Programa de Incentivo ao Desligamento Voluntário - PIDV (R$ 2,4 bilhões).
Outros destaques:

•O lucro bruto, R$ 80,4 bilhões, foi 15% superior ao de 2013, refletindo, principalmente, o aumento da demanda e maiores preços de venda de derivados no mercado interno.
•A geração de caixa operacional alcançou R$ 59,1 bilhões em 2014.
•Como destaque operacional, a produção de petróleo e gás natural, no Brasil e no exterior, cresceu 5,1% em relação a 2013, atingindo a média diária de 2 milhões 669 mil barris de óleo equivalente (boed).
•No ano, quatro novas plataformas entraram em operação e 87 novos poços foram interligados no Brasil. 
•Nossas reservas provadas subiram para 16,6 bilhões barris de petróleo e gás (critério ANP/SPE).
•A carga processada no refino, no Brasil e no exterior, aumentou 2%, chegando a 2 milhões 269 mil barris por dia – Somos a 6ª maior refinadora do mundo.
•A produção de derivados no país alcançou 2 milhões 170 mil barris por dia em 2014, sendo 2% superior a de 2013.
•O volume de venda de derivados no mercado interno totalizou 2,4 milhões de barris por dia, um crescimento de 3% em relação ao ano anterior.
•Os investimentos totalizaram R$ 87,1 bilhões em 2014.
•Nossa companhia terminou o ano com R$ 68,9 bilhões em caixa.
Confira os resultados completos na nossa página de Relacionamento com Investidores.

Metodologia
Em consequência dos fatos e provas produzidos a partir das investigações do Ministério Público Federal e da Polícia Federal, postergamos a divulgação dos resultados, pois foi necessário realizar ajustes nas demonstrações contábeis para a correção dos valores dos ativos imobilizados que foram impactados por valores relacionados aos pagamentos indevidos realizados por terceiros.
A metodologia usada foi baseada nos depoimentos tornados públicos no âmbito da "Operação Lava Jato". Foi aplicado percentual fixo de 3% sobre contratos com 27 empresas membros do "cartel" entre 2004 e 2012. No caso de valores cobrados por empresas fora do "cartel", foram considerados montantes específicos ou percentuais citados nos depoimentos.As perdas foram reconhecidas nos resultados do 3º trimestre de 2014, período no qual foi apurado prejuízo de R$ 5,3 bilhões. A baixa referente a gastos adicionais indevidos foi de R$ 6,2 bilhões.
Nossa companhia ainda não recuperou nenhum valor referente aos pagamentos indevidos e não pode estimar de forma confiável qualquer valor recuperável neste momento. As investigações ainda estão em andamento, porém, estamos tomando as medidas jurídicas necessárias perante as autoridades brasileiras para buscar ressarcimento pelos prejuízos sofridos, incluindo aqueles relacionados à reputação.
Foram consideradas cuidadosamente todas as informações disponíveis e acreditamos que novas informações oriundas das investigações não poderão impactar ou mudar de forma relevante a metodologia adotada.
Perda por desvalorização de ativos (impairment)
Outras perdas dizem respeito à desvalorização de ativos. Os testes de recuperabilidade para determinados ativos geraram baixas reconhecidas no 4º trimestre do ano.
As perdas foram de R$ 44,6 bilhões. Os principais segmentos impactados foram:
•Refino (R$ 31 bilhões), devido principalmente à postergação de projetos/ativos, motivada por medidas de preservação do caixa e por problemas na cadeia de fornecedores.
•Exploração e Produção (R$ 10 bilhões), devido ao declínio dos preços de petróleo.
•Petroquímica (R$ 3 bilhões), devido à redução na demanda e nas margens.
Desafios

As mudanças no contexto dos negócios da Petrobras - em função do declínio dos preços do petróleo, apreciação do dólar e necessidade de reduzir o nível de endividamento - estimularam uma revisão das perspectivas futuras da companhia. "Concluída a divulgação dos resultados, focaremos nos desafios de médio e longo prazos. Estamos desenvolvendo um novo plano de negócios, no qual incorporaremos premissas econômicas que refletem o cenário atualmente vivenciado pela indústria do petróleo", disse Bendine.
Apresentação exclusiva para a força de trabalho
O presidente Aldemir Bendine e os diretores apresentarão nesta sexta-feira (24/04), a partir das 10h, os principais pontos das demonstrações contábeis. O evento será transmitido ao vivo pela WebTV (recomendamos o uso do Internet Explorer e solicitamos que não seja usada a rede sem fio para acessar a transmissão do evento) e pela TV Corporativa. A força de trabalho poderá enviar perguntas pela chave RINT. A transcrição completa da apresentação será publicada no Portal Petrobras.
Desafios
Enfrentamos nos últimos meses importantes desafios relacionados à nossa gestão. E estamos empenhados em esclarecer os fatos e adotar as medidas necessárias.
Para isso, acionamos nossos mecanismos de controle, aprimoramos nossos padrões e temos colaborado efetivamente com os trabalhos das autoridades públicas, que reconhecem a empresa como vítima. Estamos enfrentando esses desafios com o mesmo empenho com o qual conquistamos importantes marcos em nosso desempenho operacional.
Todas as nossas providências serão comunicadas para a força de trabalho.

Nenhum comentário:

Postar um comentário