Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas. Clique na imagem acima.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

sexta-feira, 5 de dezembro de 2014

A nova onda política no Brasil!

Grupos de extrema direita que são próxies de interesses externos com a intenção de desestabilizar o país estão em uma missão.

Reparem bem como funciona o esquema. Deve haver vários grupos pelo país. Mas no vídeo abaixo o chefe do grupo em tela, Marcelo Reis, faz questão de DEIXAR A IMPRESSÃO de que a sua campanha é legítima e tem pelo menos quatro motivos claros em um JÔGO DE APARÊNCIAS bem montado:

1- Que as doações serão voluntárias e de cidadãos que apoiam a sua causa.

2- Que o dinheiro deverá aparecer e é dos que doaram como ele tenta demonstrar nas petições. Ou seja, os cartões e os números das contas podem ser reais, o importante é a maneira ABERTA como ele age para construir uma FACHADA.

3- Que os futuros protestos serão legitimados tanto pelo dinheiro "arrecadado" como pelas pessoas que supostamente doaram, apóiam e participam do grupo.

4- Que os futuros manifestantes serão tambem legitimados legal e politicamente por estarem exercendo os seus direitos civis e politicos dentro da liberdade de expressão.

Agora vejam como funciona o esquema respondendo os quarto pontos acima:

Não haverão doações ou estas serão pífias! O dinheiro para as demonstrações será mínimo, apenas para provar que o grupo tem legitimidade e pode se locomover. O grosso do financiamento virá de agentes de desestabilização do Brasil no exterior que usarão intermediários para de fato financiar o grupo. O dinheiro na conta é uma pequena parte para quem de fato financia não seja detectado por investigações mais profundas da Polícia Federal. A operação toda será orquestrada de fora por  agentes políticos de peso e sofisticados que contam com uma montanha de dinheiro suficiente para causar muitos protestos e um estrago na ordem pública e política do país.

O objetivo é o que ele mesmo diz ser: fazer calúnia contra partidos politicos, causar grandes distúrbios na ordem social, desestabilizar e derrubar o governo!

Isso é crime de lesa-pátria!

Atenção cidadãos, denunciem estas práticas e estes grupos.

Atenção agentes de segurança pública e Polícia Federal!

Rebello
.
https://www.facebook.com/video.php?v=765063583586600&set=vb.254476531311977&type=2&theater
.
A matéria tambem saiu no Portal do Vermelho.

Milícias de extrema direita tentam impedir trabalhos no Congresso

O deputado Paulo Pimenta (PT-RS) denunciou, na tribuna da Câmara e em entrevistas à imprensa, a atuação organizada de “milícias de extrema direita” para impedir o funcionamento do Congresso Nacional nesta semana. O parlamentar identificou os responsáveis pelo grupo Revoltados Online, Marcello Reis e Mauro Scheer, como líderes do tumulto na galeria da Câmara que suspendeu a sessão conjunta do Congresso na noite de terça-feira (2). 

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

O deputado disse que os líderes são integrantes de um dos principais grupos de extrema-direita, que responde a processos por calúnia, injúria e difamação, além de homofobia e racismo. 
 
Reis e Scheer foram protegidos por deputados da oposição, que impediram os policiais legislativos de retirarem os baderneiros da galeria. “As lideranças que estão criando essa situação no Parlamento são integrantes de um dos principais grupos de extrema-direita, de inspiração neofascista, uma verdadeira milícia, que são os Revoltados Online. Trata-se de uma organização criminosa que responde a vários processos e inquéritos por calúnia, injúria e difamação, além de homofobia e racismo”, afirmou Pimenta.

 A senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM), em discurso na sessão do Congresso Nacional, nesta quarta-feira (3) repercutiu e manifestou apoio ao deputado Paulo Pimenta. Ela, que foi vítima de xingamentos dos manifestantes, confirmou que os proprietários desse site Revoltados On Line, ou seja, Marcelo Cristiano Reis e Ricardo Gama, têm em seus currículos vários processos, vários julgamentos e várias condenações.
  Uma condenação, diz a senadora, refere-se a uma ofensa feita a uma deputada estadual – uma mulher – do Rio de Janeiro. “E sabem por quê? Está dito aqui: Ricardo Gama também foi processado pela deputada estadual do PDT do Rio de Janeiro, Cidinha Campos, por tê-la chamado de vagabunda.”

“Eu quero dizer que a denúncia feita pelo deputado Pimenta será reforçada por nós e que vamos solicitar que seja capturado o som de lá de cima, para que as providências sejam tomadas nas instâncias corretas”, afirmou a senadora.


















Durante toda a quarta-feira (3), Marcello Reis postou fotos ao lado do cantor Lobão, pedindo doações em dinheiro e divulgando contas bancárias para dar continuidade à “guerra entre o bem e o mal”.

Calúnias e ofensas

Paulo Pimenta, que é gaúcho, lembrou que o grupo Revoltados Online” foi responsável por criar e difundir uma calúnia a respeito do incêndio ocorrido na casa noturna Kiss, de Santa Maria (RS), que causou a morte de 242 pessoas em janeiro de 2013.

“Eles espalharam a notícia falsa de que eu era o dono da boate e que a presidenta Dilma teria ido à cidade para abafar as investigações. Disseram ainda que a boate Kiss era uma fonte para irrigar os cofres do PT, uma coisa totalmente absurda, uma mentira escabrosa, típica da ação dessas milícias virtuais”, criticou o deputado, que é natural de Santa Maria.

No pronunciamento em plenário, que não foi rebatido por qualquer parlamentar da oposição, Pimenta relatou que os manifestantes arregimentados por Marcello Reis e Mauro Scheer se postaram na entrada do Congresso Nacional para ofender e agredir parlamentares.

O deputado informa que, numa das postagens na página do grupo no Facebook, ontem, um usuário chegou a pedir que alguém desse “um tiro” no senador Renan Calheiros (PMDB-AL). “Nós estamos diante de uma organização criminosa. Esta, sim, é uma organização fascista, que responde a vários processos, que realiza atos de rua pedindo um golpe militar, que invade sites de deputadas para chamá-las de vagabundas e outras palavras como esta. Isto é nadmissível!”, protestou Paulo Pimenta.

As postagens dos Revoltados Online também divulgam contas bancárias e pedem doações financeiras para os atos que o grupo chama de “guerra entre o bem e o mal”.

Da Redação em Brasília
Com PT na Câmara

.

Um comentário:

  1. Nestes casos de violência tumultuadora, as autoridades policiais deveriam já ter intervido. No caso de tumulto no congresso, onde deputados da oposição foram defender os tumultuadores, deveriam ser processados por atentado ao decoro parlamentar.

    ResponderExcluir