Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas. Clique na imagem acima.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

terça-feira, 11 de novembro de 2014

Governo estuda forma de ajudar estado de São Paulo a enfrentar escassez de água

Segunda-feira, 10 de novembro de 2014 às 20:40

Governo estuda forma de ajudar estado de São Paulo a enfrentar escassez de água

MiriamBelchior_IzabellaTexeira_crise_hidrica
“Desde fevereiro, quando o problema foi identificado, o governo federal esteve disposto a contribuir e agora também tem todo o interesse em ajudar”, disse Miriam. Foto: Wilson Dias/Agência Brasil.
Em reunião com a presidenta Dilma Rousseff no Palácio do Planalto, nesta segunda-feira (10), o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, solicitou ao governo federal apoio de R$ 3,5 bilhões para obras de infraestrutura hídrica voltadas para resolver a situação de falta de água que atinge a região metropolitana da capital paulista. Na ocasião, o governador apresentou à presidenta um plano de obras de infraestrutura de curto e médio prazo.
Ao todo seriam oito obras pretendidas para o estado nos próximos anos. Participaram da audiência a ministra do Planejamento, Mirian Belchior, do Meio Ambiente, Izabella Teixeira e o presidente daAgência Nacional de Águas (ANA) Vicente Andreu. Dilma pediu maior detalhamento do papel de cada uma, incluindo volume de águas que chegará até o estado, além do número de beneficiados. Para isso, o Estado e a União criaram um grupo de trabalho para debaterem com maior detalhamento a situação de cada um desses projetos. A primeira reunião do grupo está agendada para a próxima segunda-feira (17).
Em entrevista exclusiva ao Blog do Planalto, a ministra Mirian Belchior destacou que o Governo Federal considera fundamental fazer os investimentos no estado de São Paulo para que a crise de abastecimento não se repita nos próximos anos.
“O Governo Federal vai analisar os projetos trazidos pelo Governo de São Paulo. Na próxima segunda nós teremos então uma reunião longa de trabalho onde o estado deve apresentar um maior detalhamento de cada uma dessas propostas para que a presidenta possa decidir qual o apoio”, afirmou.
Após encontro de hoje, o governador Geraldo Alckmin destacou a parceria entre governo de São Paulo e Governo Federal: “É nosso dever trabalharmos juntos baseados no interesse público. A população de São Paulo exige soluções para a questão do abastecimento e soluções concretas para seus problemas. Os recursos devem ir pra onde houver necessidade”, destacou.
Obras
O projeto trazido pelo governador Alckmin à presidente Dilma prevê: a interligação dos reservatórios Atibainha e Jaguari; a construção de dois reservatórios de águas em Campinas; estações de produção de água de reuso Sul de São Paulo e Barueri; interligação dos reservatórios Jaguari com o Atibaia, poços artesianos no aquífero Guarani e interligação do Rio Grande com o Guarapiranga.

De acordo com o governador, algumas dessas obras tem previsão de conclusão já em 2015 e outras de 14 a 18 meses.

Nenhum comentário:

Postar um comentário