Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas. Clique na imagem acima.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

quarta-feira, 22 de outubro de 2014

aécio: coração leviano que Trama em segredo teus planos ...

Pessoas,

Fiquei curioso e fui estudar de onde vem o Aécio Neves. Achei sua história bem parecida com uma que vivemos no século passado. Como o que escrevo aqui tem mais de um parágrafo, imagino que poucos lerão.

O Avô paterno do nosso pesquisado, Tristão da Cunha foi parlamentar de 1934 até o ano de 1962 (saindo do congresso quando elegeu seu filho, o pai do Aécio Neves). Além de ter conspirado contra Getúlio Vargas, também conspirou e auxiliou o Golpe de 64 junto com seu filho. Pelos militares, foi nomeado para o conselho do CADE.

Já o pai do Aécio, Aécio Ferreira Cunha ao chegar a Minas logo foi nomeado assessor parlamentar (igual o filho seria no futuro).Se elegeu por uma região de Minas que mal conhecia (vivia no Rio de Janeiro e voltou com seu pai em 1951). Junto com o pai, foi da ARENA (partido do golpe) até ele virar PDS. Teve 6 mandatos de deputado federal consecutivos de um total de 8. Para deputado federal se elege financiado pelo IBAD, ligado à CIA. Antes de morrer foi nomeado pelo Itamar Franco presidente do conselho de administração do BNDES, FURNAS e CEMIG, respectivamente.

Aécio Ferreira Cunha morreu em 2010 e suas cinzas estão em... Montezuma-MG! A cidade de um dos Aécioportos! rs...

Já o outro lado da família, o da cidade de Claudio-MG (onde há outro Aécioporto - o mais conhecido), tem como avô materno Tancredo Neves. Nem vou me estender na falácia que era este sujeito. Mas com o Aécinho ainda menor de idade, nomeou o neto como assessor parlamentar, o que é ilegal. 

Neste lado materno temos o resto da turminha de Claudio. Seu primo que se chama Tancredo Tolentino (que também foi seu advogado) é condenado por venda de habeas corpus para traficantes de drogas. Repito: condenado! 

Lembrando que o Aécioporto, a fazenda e a cidade de Claudio-MG, ficam em uma provável rota do helicóptero do pó (450Kg de pasta de coca). Helicóptero este pertencente a família Perrella, pilotado por um funcionário da família Perrella... mas a cocaína não era dos Perrella... nem do seu aliado... Aécio Neves! O caso desapareceu da mídia e da justiça mineira como pó.

Sobre o Aécio, aos 25 anos virou diretor de loterias da Caixa Econômica Federal, nomeado pelo Sarney, mas foi para o Rio de Janeiro estudar e continuou recebendo como funcionário fantasma.

Dando um pulo na lamentável atuação dele na constituinte (votou contra a jornada de trabalho de 40 horas, por exemplo) e na tragédia que foi seu governo em Minas (existe farta documentação), os laços de família continuam fortes. Parentes nomeados durante o governo dele foram: Fernando Quinto Rocha Tolentino (primo de Aécio), Guilherme Horta (primo), Tânia Guimarães Campos (prima de Aécio) Frederico Pacheco de Medeiros (primo), Tancredo Augusto Tolentino Neves (tio de Aécio) e Oswaldo Borges da Costa Filho (genro do padrasto do governador, este mais distante, claro). Ficaria extenso colocar os cargos que estes ocuparam, mas é informação simples de verificar.

Aécio Neves ainda é primo do Francisco (Neves) Dornelles.

Não é de se estranhar que nosso Aécio por conveniência vivia elogiando o lula (procure no youtube, por exemplo) e quase pulou para o PMDB por conta disso. Nada de estranho para uma pessoa que não consegue controlar seus instintos batendo em mulher e tendo um vício incompatível com cargos públicos.

Aécioporto, pó, nepotismo, parentes conspiradores e golpistas... 

Olha, se alguém leu isso até aqui e estiver raiva de corrupção, PT, PTralha, um outro ódio qualquer, ou coisa parecida, que tenha ao menos dignidade e vote nulo!

ps. Lindolfo Collor também conspirou contra Getúlio. Seu filho Aron de Mello além de matar com 3 tiros um colega senador em plena tribuna, também foi da ARENA e PDS apoiando a ditadura. Seu neto virou presidente dizendo que ia caçar marajás.
Pessoas,
Fiquei curioso e fui estudar de onde vem o Aécio Neves. Achei sua história bem parecida com uma que vivemos no século passado. Como o que escrevo aqui tem mais de um parágrafo, imagino que poucos lerão.
O Avô paterno do nosso pesquisado, Tristão da Cunha foi parlamentar de 1934 até o ano de 1962 (saindo do congresso quando elegeu seu filho, o pai do Aécio Neves). Além de ter conspirado contra Getúlio Vargas, também conspirou e auxiliou o Golpe de 64 junto com seu filho. Pelos militares, foi nomeado para o conselho do CADE.
o pai do Aécio, Aécio Ferreira Cunha ao chegar a Minas logo foi nomeado assessor parlamentar (igual o filho seria no futuro).Se elegeu por uma região de Minas que mal conhecia (vivia no Rio de Janeiro e voltou com seu pai em 1951). Junto com o pai, foi da ARENA (partido do golpe) até ele virar PDS. Teve 6 mandatos de deputado federal consecutivos de um total de 8. Para deputado federal se elege financiado pelo IBAD, ligado à CIA. Antes de morrer foi nomeado pelo Itamar Franco presidente do conselho de administração do BNDES, FURNAS e CEMIG, respectivamente.
Aécio Ferreira Cunha morreu em 2010 e suas cinzas estão em... Montezuma-MG! A cidade de um dos Aécioportos! rs...
Já o outro lado da família, o da cidade de Claudio-MG (onde há outro Aécioporto - o mais conhecido), tem como avô materno Tancredo Neves. Nem vou me estender na falácia que era este sujeito. Mas com o Aécinho ainda menor de idade, nomeou o neto como assessor parlamentar, o que é ilegal.
Neste lado materno temos o resto da turminha de Claudio. Seu primo que se chama Tancredo Tolentino (que também foi seu advogado) é condenado por venda de habeas corpus para traficantes de drogas. Repito: condenado!
Lembrando que o Aécioporto, a fazenda e a cidade de Claudio-MG, ficam em uma provável rota do helicóptero do pó (450Kg de pasta de coca). Helicóptero este pertencente a família Perrella, pilotado por um funcionário da família Perrella... mas a cocaína não era dos Perrella... nem do seu aliado... Aécio Neves! O caso desapareceu da mídia e da justiça mineira como pó.
Sobre o Aécio, aos 25 anos virou diretor de loterias da Caixa Econômica Federal, nomeado pelo Sarney, mas foi para o Rio de Janeiro estudar e continuou recebendo como funcionário fantasma.
Dando um pulo na lamentável atuação dele na constituinte (votou contra a jornada de trabalho de 40 horas, por exemplo) e na tragédia que foi seu governo em Minas (existe farta documentação), os laços de família continuam fortes. Parentes nomeados durante o governo dele foram: Fernando Quinto Rocha Tolentino (primo de Aécio), Guilherme Horta (primo), Tânia Guimarães Campos (prima de Aécio) Frederico Pacheco de Medeiros (primo), Tancredo Augusto Tolentino Neves (tio de Aécio) e Oswaldo Borges da Costa Filho (genro do padrasto do governador, este mais distante, claro). Ficaria extenso colocar os cargos que estes ocuparam, mas é informação simples de verificar.
Aécio Neves ainda é primo do Francisco (Neves) Dornelles.
Não é de se estranhar que nosso Aécio por conveniência vivia elogiando o lula (procure no youtube, por exemplo) e quase pulou para o PMDB por conta disso. Nada de estranho para uma pessoa que não consegue controlar seus instintos batendo em mulher e tendo um vício incompatível com cargos públicos.
Aécioporto, pó, nepotismo, parentes conspiradores e golpistas...
Olha, se alguém leu isso até aqui e estiver raiva de corrupção, PT, PTralha, um outro ódio qualquer, ou coisa parecida, que tenha ao menos dignidade e vote nulo!
ps. Lindolfo Collor também conspirou contra Getúlio. Seu filho Aron de Mello além de matar com 3 tiros um colega senador em plena tribuna, também foi da ARENA e PDS apoiando a ditadura. Seu neto virou presidente dizendo que ia caçar marajás.

Nenhum comentário:

Postar um comentário