Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas. Clique na imagem acima.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

quarta-feira, 2 de abril de 2014

UFES troca placa com nome de Presidente Torturador

 Reinaldo Centoducatte.(Reitor da UFES)
Hoje, vivemos um momento de muita emoção e afirmação da Ufes na defesa dos ideais democráticos. Neste dia, 1º de abril de 2014, que se celebra a resistência à ditadura militar implantada em 1964 no Brasil, retiramos da sala dos Conselhos Superiores da Ufes, uma placa, datada de outubro de 1964, que marcou a entrega do título de “doutor honoris causa” ao então presidente militar general Castelo Branco. Na presença de vários ex-estudantes e ex-professores que foram perseguidos na época, colocamos outra em homenagem a todos os membros da comunidade universitária que atuaram em defesa das liberdades democráticas.

A placa retirada foi para o acervo da Comissão da Verdade da UFES. Foi um ato simbólico de reconhecimento à luta de tantos estudantes e servidores pelo restabelecimento da democracia e o fortalecimento da cidadania.

Também, simbolicamente, demos posse outra vez ao ex-reitor da Ufes, Manuel Xavier Paes Barreto, um dos sete reitores destituído do cargo pelo golpe militar em 64. Nossos agradecimentos a todos aqueles que lutam por uma sociedade mais justa e livre.

Os dizeres da placa são os seguintes: "Em celebração aos seus 60 anos, a Universidade Federal do Espírito Santo homenageia os membros da comunidade universitária que atuaram em defesa das liberdades democráticas durante o período da ditadura militar no Brasil. Para que não se esqueça, para que nunca mais aconteça"
 (7 fotos)

Na foto Iran caetano, na época estudante de Medicina, preso político, acusado, dentre outras coisas de fornecer medicamentos a Guerrilha do Araguaia. 
Iran hoje é médico, militante social, PCdoB e membro da Casa da America Latina no ES

Nenhum comentário:

Postar um comentário