Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

sexta-feira, 18 de abril de 2014

Nota a um 'colega' comprado : apoiamos a Vania


Minha mensagem ao "colega" Juremir: Sinceramente Juremir, tem gente que viaja e ao regressar traz a mesma bagagem de ida. Que só vê ruínas, e que vai a Cuba ignorando a verdadeira miséria levada do próprio país de origem ou de outros por onde circulou.
No pouco tempo em que estivestes em Cuba foi possível te capacitar para apontar a “miséria” na Ilha, e ao mesmo tempo mascarar o brutal bloqueio imposto há décadas pelo imperialismo estadunidense?
Também te capacitastes para ignorar o forte protagonismo da população cubana, quando desde 2010 participa das discussões e decisões sobre o realinhamento econômico e social e que visa a melhorar a vida dos cubanos, sem abrir mão da sua soberania e autodeterminação?
Ou para ignorar os sistemáticos ataques ocorridos por grupos terroristas de Miami, desde a Revolução de 1959, e que acabaram com as plantações de cana-de-açúcar, principal fonte de trabalho e renda em várias províncias da Ilha? Ou que os cubanos – anti-castristas se infiltraram em território cubano para ingressar explosivos e prejudicar o turismo no seu próprio país? Ou ainda, que em apenas cinco anos – e com o consentimento de Washington – os terroristas mataram 3.478 pessoas e deixaram 2.099 feridas? E tem muito mais Juremir!
Quando apontas a miséria na Ilha é correto ignorar o porquê, por exemplo, de a Organização Mundial da Saúde reconhecer os excelentes índices cubanos? É justo escamotear os dados sobre o progresso em biotecnologia em Cuba, ainda que tenhas feito uma breve radiografia de um pedaço da Ilha, e sem ao menos identificar melhor as tuas fontes?
Sinceramente também não consigo te imaginar comunista, pois a tua visão é vaidosa e certamente retrata a fantasia e o desejo de alguém que sempre se coloca como o principio, o meio e o fim de uma história a ser contada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário