Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

sexta-feira, 14 de março de 2014

Rosa Luxemburgo,-parte 3- O desenvolvimento Econômico e o Socialismo.


Marlúzio F. Dantas, Nascido para Viver, Vivi...

Rosa Luxemburgo, textos escolhidos - Volume I (2011) - O desenvolvimento Econômico e o Socialismo.

A maior conquista da luta de classes proletária em seu desenvolvimento foi à descoberta do ponto de partida para a realização do socialismo nas relações econômicas da sociedade capitalista. Com isso, o socialismo passou de um "ideal" que esteve à frente da humanidade durante séculos a uma necessidade histórica.
Bernstein contesta a existência desses pressupostos econômicos do socialismo na sociedade contemporânea. (...) Ao levar o conceito de capitalista, das relações de produção para relações de propriedade, e ao "falar de seres humanos em vez de empreendedores", ele também leva a questão do socialismo do domínio da produção para o domínio das relações de riqueza, da relação entre capital e trabalho para a relação entre rico e pobre.

Bernstein explica que a lei do valor-trabalho de Marx seria uma mera abstração, o que, para ele, aparentemente é um xingamento na economia política. Mas se o valor-trabalho é apenas uma abstração, "uma imagem do pensamento", então todo cidadão honesto, que fez o serviço militar e pagou seus impostos, teria o mesmo direito que Karl Marx de produzir tal "imagem do pensamento", ou seja, a lei do valor, a partir de qualquer besteira aleatória. Com isso, Bernstein esqueceu que a abstração de Marx não é uma invenção, mas uma descoberta, que ela não existe na cabeça de Marx, mas na economia mercantil, não tem uma experiência imaginada, porém uma existência social real, uma existência tão real que ela é cortada e martelada, pesada e moldada. O trabalho humano abstrato descoberto por Marx é, pois, em sua forma desdobrada, nada mais do que - o dinheiro. E esta é exatamente uma das mais geniais descobertas econômicas de Marx, uma vez que para toda a economia burguesa, desde o primeiro mercantilista até o último clássico, a essência mística do dinheiro permaneceu um livro fechado a sete chaves.

Com essa "imagem do pensamento" na cabeça Bernstein, juntamente com toda a comunidade subjetiva, podem permanecer mais vinte anos diante do mistério do dinheiro, sem chegar a outra solução além daquela que todo sapateiro já sabia: que o dinheiro também é uma coisa "útil".

Nenhum comentário:

Postar um comentário