Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas. Clique na imagem acima.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

http://www.zedirceu.com.br/bancada-o-pt-ressalta-grandeza-de-genoino-ao-renunciar-a-mandato/

Bancada do PT ressalta grandeza de Genoino ao renunciar a mandato

renúncia de José Genoino ao mandato de deputado federal foi encarada como um gesto de grandeza 
pela bancada do PT na Câmara. Genoino atuou no Parlamento por 25 anos, durante os quais 
consolidou sua trajetória de luta, honradez e dedicação à vida pública.
“Todos sabem que a história de Genoíno se confunde com a história deste País”,
 disse o líder do PT na Casa, José Guimarães (CE), em nome da bancada.
“Genoino foi grande nesse seu gesto. Até nisso ele foi grandioso, sempre grandioso 
nas trincheiras de luta. Não é com medo de cassação”, acrescento Guimarães, que é irmão de Genoino.
“Quando relatamos para ele que a Mesa se reunia para abrir um processo de cassação do seu mandato,
 ele foi claro: ‘Eu não me permito mais a isso, o melhor caminho para o PT, para a bancada, é eu renunciar 
ao mandato’. Foi duro para a bancada aceitar isto. Soube entender este gesto de Genoino. Mesmo que fosse 
por votação aberta, nem o PT, nem Genoino temeu ir para a votação por causa da cassação. Ele deixa a 
condição de deputado, mas não a de militante respeitado pelo PT. O Genoino, o seu legado, sua história,
 jamais serão apagados. Foi um gesto grandioso”, afirmou Guimarães.
“Ao invés de ficarmos tristes, embora dilacere nossa alma, não iremos permitir que destruam a história do PT.
 Genoino é a expressão da história do PT, na construção deste imenso projeto que está construindo o Brasil. 
Este dia de hoje, com a renúncia dele, sem nem poder vir aqui para se defender, diminui o parlamento brasileiro.”
Como irmão, Guimarães ressaltou a dificuldade do momento: “Primeiro pelo sentimento de dor pela perda 
do nosso querido Marcelo Déda e em segundo porque neste momento sou porta-voz para expressar a não 
apenas a opinião dos meus companheiros e companheiras, mas também ser porta-voz de um deputado, 
que por força das suas condições de saúde, não pode vir aqui para apresentar sua carta de renúncia como p
arlamentar”.
Genoino está fragilizado por conta da recente cirurgia cardíaca: “Quando ele começa a falar, se emociona e, p
ortanto, não reúne condições de continuar”.
Veja abaixo o pronunciamento de José Guimarães na Câmara:

Nenhum comentário:

Postar um comentário