Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

Genoíno é suspeito de suspeita de infarto --- Joaquim Barbosa não é suspeito, assume o que faz --- Jefferson se ajoelha para não ficar de joelhos --- Aécio e seus amigos do pó voador --- Uma cachoeira de impunidade





25/11/2013 

Joaquim Barbosa tropeça no mensalão do DEM

Quatro anos de impunidade do mensalão do DEM escracham o rigor seletivo de Joaquim Barbosa e o caráter da AP 470 como julgamento de exceção.



ArquivoAntonio Lassance
Uma decisão de Sua Majestade, a Rainha de Copas do Supremo Tribunal Federal, que responde pela alcunha de Joaquim Barbosa, acaba de criar um grave problema. Ao fazer a troca do juiz que cuidava da execução penal dos condenados da AP 470, em busca de alguém "mais duro", Barbosa tropeçou na Caixa de Pandora do mensalão do DEM. 

Ao escolher um juiz para chamar de seu, optou, por acaso,  por alguém que é filho de um alto dirigente do PSDB-DF. Pior: o pai desse juiz foi secretário do governo de José Roberto Arruda, no Distrito Federal, e é considerado por muitos como o mais fiel aliado do ex-governador após o escândalo que o derrubou. Arruda caiu flagrado na operação Caixa de Pandora, da Polícia Federal, que revelou o que se tornou conhecido como o "mensalão do DEM".


A Caixa de Pandora, também por acaso, completa 4 anos exatamente nesta semana. Em 27 de novembro de 2009, a Polícia Federal expôs um farto conjunto de provas materiais do esquema de desvio de dinheiro público. O próprio José Roberto Arruda foi pego com a mão na cumbuca, em um vídeo no qual recebia dinheiro vivo - se Barbosa não sabe, é a isso que se chama propriamente de "domínio do fato".


O DEM ficou com a pecha daquele mensalão, mas é bom lembrar que Arruda era egresso do PSDB, tendo sido líder do governo FHC no Senado. Renunciou para não ser cassado por um outro escândalo, o do painel do Senado. Retornou à política como deputado federal e, depois, como governador, eleito pelo PFL (atual DEM) e trazendo seu querido PSDB para seu governo. Chegou a ser cogitado para vice de José Serra, nas eleições de 2010, não fosse a Federal ter estragado tudo.


O contraste é gritante. Arruda continua livre, leve e solto. Ficha limpa, ele pode inclusive concorrer às eleições do ano que vem. Filiado ao Partido da República (de Waldemar Costa Neto e Anthony Garotinho), Arruda conversa sobre alianças para 2014, no DF, com o PSDB, o PPS e, como não poderia deixar de ser, o DEM.


Detalhe: o processo do mensalão do DEM foi desmembrado. O único que responde atualmente em instância superior é um conselheiro do Tribunal de Contas do DF. Com isso, a maioria dos denunciados, a começar por Arruda, responde a processo em primeira instância, não recaindo na Lei da Ficha Limpa, que exige condenação pelo menos em segunda instância.


Nesse sentido, os quatro anos de impunidade daquele que foi apontado como chefe do mensalão do DEM escracham o rigor seletivo de Joaquim Barbosa e o caráter da AP 470 como julgamento de exceção.


(*) Antonio Lassance é doutor em Ciência Política pela Universidade de Brasília (UnB).

__________________________________

Nem a casa grande aguenta mais a prepotência do capitão do mato!

Leia Mais





(...)

Como se não bastasse, Barbosa determinou que o juiz titular da Vara de Execuções Penais do Dsitrito Federal, Ademar Vasconcelos, fosse substituído na condução do caso pelo juiz substituto Bruno André Silva Ribeiro, filho do ex-deputado do PSDB que atuou no primeiro escalão do governo Arruda, aquele político afastado do cargo em função da suspeita flagrada em vídeo do seu envolvimento no “mensalão do DEM”, ocorrido há quatro anos e ainda não julgado. A operação do substituição do juiz titular foi classificada pela Associação Juízes para a Democracia de “coronelismo eletrônico” e pelo presidente eleito da Associação de Magistrados Brasileiros (AMB) de “canetaço”.

Na segunda (25), o pleno da OAB, reunido em Salvador (BA), decidiu pedir explicações ao Conselho Nacional de Justiça (CNJ) sobre a regularidade da substituição do juiz. Na prática, exigiu que o órgão investigue o presidente da corte máxima do país, já praticamente isolado no seu autoritarismo. O próprio Ministério Público, em parecer do dia 19/11, já opinava que a condução da execução das penas deveria ficar a cargo do juiz Ademar, como antecipou Carta Maior na matéria “PGR quer decisão sobre Genoíno fora das mãos de Barbosa”.

No STF, entretanto, o assunto é tabu entre os demais ministros, que não se posicionam sobre ele. Nem uma palavra dos outros 10 ministros sobre as prisões irregulares, sobre a substituição do juiz, sobre a correria para prender uns e o esquecimento de determinar a prisão dos que continuam soltos, dez dias depois. Nem mesmo a não proclamação da decisão dos embargos em plenário foi contestada por eles. No mínimo estranho, na corte que se notabilizou pelos bate-bocas públicos entre os seus ministros. 

(Para ler completo, clique no título)

Batam! Batam nos governos progressistas! Batam no Lula e em Dilma! Batam! Usem  o Batman pra Bater! E eu vou bater pra tu, pra tu poder bater pra tua patota: Quanto mais vocês batem, mais o bolo cresce!

Arquivo

Arquivo

Foi preciso o ex-presidente do PT ser internado às pressas com suspeita de infarto para que o presidente do STF deferisse parcialmente o pedido da defesa.

Comentário em Carta Maior destacado por PressAA:

Problemas do coração normalmente não aparecerem de repente e sim quando é conveniente. Coitadinho... Ele não sabia que tinha problemas cardíacos pois se soubesse não teria feito o que fez. Desculpa esfarrapada para livrar-se da punição. Talvez tenha ficado cardíaco com o excesso de abusos que cometeu usando o dinheiro roubado. Devia ser internado no SUS como a maioria do povo brasileiro. O dinheiro desviado indiretamente causou a morte de muitas pessoas sem recursos.


___________________________________________________________________________



Laudo médico diz que Genoino não precisa ficar em casa e que doença não é graveDocumento foi elaborado por junta médica da Universidade de Brasília (UnB)

  • ‘Faria tudo de novo’, diz delator do mensalãoEx-deputado Roberto Jefferson revela que, atualmente, passa pelo momento mais difícil de sua vida
  • Jefferson, que foi condenado a sete anos de prisão e cumprirá a pena em regime semiaberto, agradeceu à imprensa por ter 'chegado onde chegou':
    — Eu agradeço à imprensa, eu só cheguei até aqui porque vocês me ajudaram - disse, ao lado da mulher, Ana Lucia Novaes.




Aécio diz que prisões do mensalão não foram políticasPresidente do PSDB rebateu PT e fala em ‘provas contundentes’
_______________________________________________________________________

PressAA País - Cheiradão

Zeze_Perrella04A

A operação foi realizada pelas polícias militar e federal e 400 kg de cocaína também foram apreendidos


Foto: Divulgação
 Divulgação
Senador Zezé Perrela (PDT-MG) já foi presidente do time de futebol Cruzeiro, de Minas Gerais
Os 445 quilos de cocaína pura apreendidos neste domingo (24) pelas polícias Militar e Federal, em Afonso Cláudio, seriam enviadas para a Europa. Segundo o major Flávio Pereira Santiago, comandante da 2ª Companhia Independente da Polícia Militar, em entrevista à Rádio CBN Vitória, na manhã desta segunda-feira (25), a informação teria partido de um dos detidos na operação. 


Segundo informação da TV Gazeta, o helicóptero pertence à empresa Limeira Agropecuária, que pertence aos filhos do senador Zezé Perrella (PDT-MG), que já foi presidente do time de futebol Cruzeiro, de Minas Gerais. O advogado da empresa disse que o piloto usou a aeronave sem autorização e foi demitido nesta manhã.  

Um dos filhos do senador, o deputado estadual Gustavo Perrella, disse, em entrevista coletiva, na tarde desta segunda-feira, que ficou surpreso com a afirmação do transporte de drogas. Segundo o deputado, a informação que ele tinha era de que a aeronave iria para uma manutenção. Em princípio, a Polícia Federal descarta a participação da família do senador no transporte da droga.

Foto: Denilton Dias/O Tempo
Denilton Dias/O Tempo
O deputado Gustavo Perrella disse que desconhecia o uso do helicóptero para transportar drogas
O superintendente da Polícia Federal, Erivelton Leão de Oliveira, informou que o piloto disse em depoimento que não sabia que estava transportando drogas. Ele disse que tinha autorização para pilotar o helicóptero a qualquer momento e que foi contratado para realizar a viagem e receberia R$ 60 mil pela viagem. O piloto não informou quem o contratou.

Durante a coletiva, o superintendente da Polícia Federal, apresentou vídeo que mostra o flagrante da apreensão das drogas. Nas imagens, alguns homens desembarcam da aeronave. Um veículo branco e um homem com camisa verde aproximam da aeronave.

Os traficantes chegaram a tomar inciativa de trocar de roupa para despistar qualquer possibilidade de ser reconhecido. O valor total da droga é de R$ 10 milhões.


Ao todo, quatro pessoas foram presas e levadas para a Superintendência da Polícia Federal, em Vila Velha. Uma aeronave também foi apreendida. As investigações prosseguem agora com a Polícia Federal.

Em Afonso Cláudio, a Polícia Militar ainda faz buscas na região na tentativa de localizar outras pessoas envolvidas no caso.

Imagem Anterior
Imagem Próximo
Helicóptero usado por traficantes para transportar drogas em Afonso Cláudio, apreendido em operação neste domingo. (Crédito: Bernardo Coutinho)
1 | 2
Imagem Anterior
Imagem Anterior

O esquema foi desbaratado às 17 horas deste domingo (24). Um carro já aguardava a mercadoria no local para fazer o transporte.

De acordo com o major Flávio Pereira Santiago, comandante da 2ª Companhia Independente de Afonso Cláudio, o local onde o helicóptero foi apreendido já vinha sendo investigado há pelo menos 15 dias. O sítio teria sido comprado por um preço muito acima do valor real, o que gerou desconfiança dos moradores da região.

Durante as investigações realizadas pelo serviço reservado da Polícia Militar, era possível perceber um grande movimento de veículos no sítio.

"A comunidade é simples, de agricultores e gente humilde, quando compraram esse sítio, a própria população começou a desconfiar. Resolvemos investigar e, ao perceber a grande movimentação de veículos, fizemos um cerco maior. Quando o helicóptero se aproximou da propriedade, já tínhamos os policiais posicionados estrategicamente para fazer a abordagem", explicou o major

Foram presos no local o piloto, o copiloto e duas pessoas que estavam encarregadas do transporte da droga. Segundo o major, a droga foi trazida da fronteira para São Paulo, e da capital paulista para o Espírito Santo. Tudo indica que seja tráfico internacional de drogas.

Modelo

A aeronave apreendida é do modelo Robinson 66. Há pelo menos dez dias a PM realizava uma operação na região após receber a informação de moradores de que um grupo havia comprado uma fazenda na localidade, por um preço cinco vezes maior do que o de mercado. A desconfiança é de que o local estava sendo utilizado para tráfico internacional de drogas.


“A partir daí começamos a fiscalizar a região. Contamos com a ajuda do 14º Batalhão de Ibatiba. A vigilância foi intensificada nos últimos três dias”, explicou o major. Quando perceberam o envolvimento de um helicóptero, a PM pediu apoio do Núcleo de Apoio e Transporte Aéreo da PM (Notaer), que utilizou o seu helicóptero, o Hárpia. “Também solicitamos o apoio da Polícia Federal”, explicou o major.


A droga que estava sendo transportada no helicóptero estava embalada em tabletes, em diferentes cores, segundo o major. Logo após serem detidos, os presos foram encaminhados para a sede da Polícia Federal, em Vila Velha.
Fonte: A Gazeta
____________________________________________________________________


[PressAA:O título correto seria: "Quatro meses depois de ser solto, Cachoeira curte vida tranquila e luxuosa ao lado da mulher"]
Envolvimentos em escândalos não intimidaram o bicheiro, que após cadeia já se casou, fez viagem milionária e teve momentos em família registrados nas redes sociais

Cachoeira é detido por dirigir bêbado e liberado após pagar fiança de R$ 22 mil

Bicheiro voltava de um show se recusou a fazer o teste do bafômetro exigido pela polícia

Do R7
Bicheiro foi liberado após pagar fiançaEstúdio Maria Célia Siqueira
O bicheiro Carlinhos Cachoeira foi detido por dirigir bêbado durante a madrugada deste domingo (28).

O contraventor tinha ido a um show do cantor Gusttavo Lima em Anápolis e, quando voltava para Goiânia, foi flagrado pela PRF (Polícia Rodoviária Federal).

Cachoeira estava com a mulher, Andressa Mendonça e mais dois amigos e se recusou a fazer o teste do bafômetro exigido pela polícia.

Segundo a Polícia Rodoviária Federal de Anápolis, ele apresentava sinais claros de embriaguez como dificuldade de se equilibrar e um forte cheiro de álcool na boca.

A polícia disse que não encontrou bebida no interior do veículo.


A detenção ocorreu às 4 horas da manhã na BR 060, KM 40. Após o pagamento de fiança de R$ 22 mil, Cachoeira foi liberado do 6º Distrito Policial de Anápolis e responderá ao processo em liberdade. Sua carteira de habilitação foi apreendida pela Polícia Rodoviária e seu carro, um Kia modelo Cadenza, foi retirado da delegacia por um amigo.

Cachoeira foi preso no ano passado durante a operação Monte Carlo da PF (Polícia Federal), que o colocava como chefe de um esquema de exploração ilegal de jogos e corrupção de agentes públicos.

Com os desdobramentos da operação, o bicheiro foi condenado a 39 anos e 8 meses de prisão, mas obteve o direito a responder ao processo em liberdade em dezembro do ano passado. Atá conseguir a decisão favorável na justiça, Cachoeira esteve detido no presídio da Papuda, em Brasília, durante nove meses.

No ano passado, o Congresso Nacional instalou uma CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) para investigar seu envolvimento com políticos que teriam se beneficiado de seus esquemas de contravenção, mas a comissão foi encerrada sem nenhuma conclusão.

_______________________________________________

Ilustração: AIPC – Atrocious International Piracy of Cartoons

_______________________________________________

PressAA


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário