Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

segunda-feira, 28 de outubro de 2013

VENEZUELA VIDEOS: O Teleferico de Merida e a Terceira Ponte do Rio Orinoco

 Via Jacob Blinder
  Teleférico de Mérida na Venezuela, o maior do mundo
 
O Teleférico de Mérida, situado nos Andes venezuelanos  é um sistema funicular que liga a cidade de Mérida com  com as altas montanhas  da Sierra Nevada. Atinge um altitude de 4.765 m e uma extensão 12,5 km, tornando-se assim o maior em altitude e segundo em extensão  do mundo. Ele é dividido em quatro seções e tem cinco estações: Barinitas , The Mountain, La Aguada, Loma Redonda e Pico Espejo. O investimento total a ser feito nesse projeto está estimado em quinhentos milhões de dólares.

A idéia para a construção de um teleférico de Mérida foi proposto em 1952 como uma alternativa a um projeto do governo nacional para a construção de uma estrada que atravessaria toda a montanha. Para sua construção foram envolvidos duas empresas estrangeiras, uma francesa e outra suíça que mobilizaram trabalhadores estrangeiros e venezuelanos. O teleférico foi inaugurado em março de 1960. Em 2008 devido desgaste pelo uso e das rudes condições climáticas da região o teleférico foi desativado.
 
Atualmente o Teleférico de Mérida passa por um processo de modernização e por radicais reformas e abrirá novamente ao publico em meados de 2014. Em sua última estação no Pico Espejo pode-se admirar o Pico Bolívar, a terceira mais alta montanha dos Andes com 5050 metros de altitude. E já está em projeto o prolongamento desse teleférico através de cabos estendidos na parte ocidental do Pico Bolivar, passando pelas belas geleiras da Sierra Nevada. Os turistas então passarão por novas emoções mirando suas deslumbrantes paisagens, semelhantes a aquelas encontradas nos Andes do sul do Chile, na Cordilheira do Himalaia na Ásia e nos Alpes suíços. .
 
Os videos (endereços citados logo abaixo) mostram a grandiosidade dessa obra de engenharia e que impactará o turismo que se realiza na Venezuela. Estima-se que 500 mil turistas/ano vistarão esse teleferico situado na cidade universistaria de Merida.   
 
 
 
 
 
  
 Terceira Ponte sobre o Rio Orinoco – Venezuela
 
O comprimento total da Terceira Ponte sobre o Rio Orinoco é de 11.125 metros, onde 2.280 metros está sobre a terra formando vias de acesso e 8.845 metros em áreas molhadas. Terá 4 pistas  de circulação  na sua parte superior da ponte e uma via férrea na parte inferior. A abertura do canal principal para navegação será de 360 metros de comprimento. Essa obra está orçada em dois bilhões e oitocentos milhões de dólares gerando 13.500 postos de trabalho diretos durante a construção e sua inauguração  está prevista para dezembro de 2016. Essa ponte bem como as outras duas já construidas sobre o Rio Orinoco se vincularão com o escoamente do processo produtivo da região que é rica em recursos minerais, siderurgicas, exploração de petróleo e refinarias.  Considerando sua importancia estratégica essa ponte está sendo denominada Ponte do Mercosul, pois fará a ligação dos paises membros do Mercosul com os paises banhados pelo Mar Caribe. Com isso será ampliada a zona comercial de Mercosul aproximando-se da  Aliança Bolivariana das Américas (ALBA) e da Petrocaribe (que atende os paises da América Central e Caribe, incluindo Cuba) – criando novas sinergias produtivas para todos os paises da região.  
 
Os videos (endereços citados logo abaixo) mostram a grandiosidade dessa obra de engenharia que foi projetada e está sendo construida pela empresa brasileira Odebrecht.  
 
Jacob David Blinder
 
  http://www.youtube.com/watch?v=mR5cdLTFhpM   III puente sobre el río Orinoco
 
http://www.youtube.com/watch?v=wFzO4X6hKKY  Maquete eletronica da ponte
 

Nenhum comentário:

Postar um comentário