Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas. Clique na imagem acima.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

terça-feira, 27 de agosto de 2013

PEGA ELLE PERU.

PEGA ELLE PERU.

Ricardo Ferraço, o senador golpista, desobedece a lei federal , o ministério das relações exteriores, coloca o Brasil numa situação critica e dá FUGA ao boliviano latifundiario golpista. 

CASSAÇÃO Já.


VEJAM O CURRICULUM DESTE CORRUPTO QUE O RICARDO FERRAÇO TANTO DEFENDE, ESTOU ACHANDO QUE VIRÁ PARA O NOSSO ESTADO, JÁ QUE AQUI É TERRA DE GOVERNANTES BANDOLEIROS, ELE ESTARÁ SE SENTINDO EM CASA.

Na Bolívia, Roger Pinto foi condenado no mês de junho a um ano de prisão por "abandono do dever" e por "dano econômico ao Estado". Segundo a denúncia, ele foi responsável por prejuízo de mais de 1,6 milhão de dólares aos cofres públicos em 2000, acusado de conceder recursos de maneira irregular à Universidade Amazônica de Pando. Ele responde ainda a cerca de 20 processos por desacato, venda de bens do Estado e corrupção.
Pinto também foi acusado de envolvimento no “massacre” em 2008 de indígenas ligados ao governo durante um conflito político em Pando. Segundo a advogada das vítimas do massacre, o senador participou de um esquema para inocentar o ex-prefeito de Porvenir, Leopoldo Fernandez pela morte de 11 agricultores. 

Pinto ainda tem pendentes contra si outras quatro denúncias de crimes de corrupção e 10 processos por delitos comuns, segundo o jornal boliviano “Cambio”.
De acordo com o jornal, entre os processos instaurados contra ele estão duas acusações de irregularidades no adiantamento de fundos – uma delas correspondente à entrega de 30 milhões de bolivianos como fundos de adiantamentos sem fiscalização ou prestação de contas quando era prefeito em 2000. 

O senador também responde a quatro acusações de desmatamento, quatro acusações de abandono de deveres, uma acusação de venda irregular de terras do Estado para particulares, incluindo estrangeiros, cinco acusações de desacato, uma acusação de conspiração e uma acusação conjunta de desacato e conspiração.

Ele ainda é investigado pela contratação sem licitação de empresas para a construção de quatro ancoradouros, e por abuso de influências para ganhar legitimidade em um caso de extorsão conhecido como Bingo Bahiti.

O CV de Ferracinho



Nenhum comentário:

Postar um comentário