Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

segunda-feira, 27 de maio de 2013

ES instalou ENFIM a Comissão estadual da Verdade.


Luciano Nascimento - Agência Brasil25.03.2013 - 17h50 | Atualizado em 25.03.2013 - 18h00

Ato em favor da Comissão da Verdade (Casa Fora do Eixo Minas / Creative Commons)
Brasília – O Estado do Espírito Santo instalou hoje (25) a sua Comissão Estadual da Verdade. O decreto criando a comissão foi assinado pelo governador Renato Casagrande (PSB), no Palácio Anchieta, em Vitória, como parte das ações do Programa Estadual de Direitos Humanos.
A Cerimônia contou com a presença da ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República (SDH), Maria do Rosário. Na ocasião também foi assinado o decreto que institui a Comissão Estadual de Erradicação do Trabalho Escravo do Estado do Espírito Santo (Coetrae/ES) e enviado à Assembleia Legislativa o projeto de lei que institui o Comitê e o Mecanismo Estadual para a Prevenção e Erradicação da Tortura no Espírito Santo (Cepet/ES e Mepet/ES).
A Comissão Estadual da Verdade tem por objetivo apurar todos os casos de torturas, mortes e desaparecimentos de presos políticos durante o período da ditadura militar no Brasil. Além do Espírito Santo, já têm suas comissões os estados de São Paulo, Pernambuco, Alagoas, Santa Catarina, do Rio de Janeiro, Maranhão, Paraná, Rio Grande do Sul e da Paraíba.
Criada nos moldes da Comissão Nacional da Verdade (CNV), a comissão capixaba será composta por sete membros, designados por ato do governador e terá prazo de dois anos, podendo ser prorrogada, uma vez, por igual período, a contar da data de sua instalação, para a conclusão dos trabalhos. Ao final, deve apresentar relatório com os fatos examinados, as conclusões e recomendações.
Edição: Aécio Amado
  • Direitos autorais: Creative Commons - CC BY 3.0

Nenhum comentário:

Postar um comentário