Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

quinta-feira, 7 de fevereiro de 2013

VIDEO: Destruir el capitalismo para hacer socialismo Vladimir Acosta

A revolução bolivariana que se desenvolve na Venezuela, está passando por profundas reflexões sobre os seus rumos. Devido a ausência física de seu líder máximo, o Comandante Presidente Hugo Rafael Chávez Frias, que convalesce de grave doença em hospital de Havana, Cuba, os partidos políticos que formam o Gran Polo Patriótico e que dão sustentação ao governo, incluindo o PSUV, o PCV e o PPT   estão realizando com suas bases processos sinceros  de criticas e autocríticas com o objetivo fazer avançar a revolução. Mesmo em convalescência e com limitadas condições físicas o Sr. Hugo Chávez apóia e estimula esse tipo de conduta e considera que a revolução não pode ficar assentada sobre seus sucessos e é preciso avançar mais, ousar mais, radicalizar mais, inovar mais e construir de fato o socialismo no país.  E construir o socialismo significa destruir de fato o capitalismo e não conviver pacificamente com ele, como tem sido até agora. Construir o socialismo significa essencialmente mudar o processo produtivo existente na Venezuela.
Vladimir Acosta - um professor universitário, historiador, analista político e um intelectual que não tem medo de dizer as verdades, mesmo que elas sejam inconvenientes para alguns -  em palestra proferida no dia 2 de Fevereiro em ato público em homenagem aos 14º aniversário da revolução bolivariana, representa muito bem esse tipo de movimento político que está ocorrendo na Venezuela. Suas verdades ditas em publico e transmitidas para todos os rincões do país são fundamentais para as mudanças e, sobretudo são ousadas, revolucionariamente ousadas. Sua palestra em sua versão integral encontra-se no endereço abaixo transcrito e que está servindo de guia para o debate.  
Disse o Sr. Acosta: “A luta contra o capitalismo é um combate de milhões de pessoas contra poucos, que são poucos mas que têm poder, já que controlam as mídias, as maquinas e o poder político e não podemos permitir que essa minoria nos domine, nos imponha sua vontade e valores e seguem  lutando para nos controlar, nos dominar. Necessitamos de mais organizar popular, mais organização revolucionária, mais consciência  clara de nossos interesses, disposição de lutar e compreensão de que o que se está conquistando tem um alto custo e que temos de saber defende-lo com todas nossas forças.”
A revolução bolivariana construindo o socialismo não mais pertence à Venezuela, extrapolou, avançou e diz respeito a todos os países da América Latina – inclusive aos países com grande população e que estão com o capitalismo mais desenvolvido tal como o Brasil, a Argentina e o México. A revolução bolivariana da Venezuela possui um caráter universal e é atualmente uma forte ferramenta de caráter heterodoxo, inovadora  de combate ao capitalismo nesse século XXI que apenas se inicia.
Jacob David Blinder   
    
 
 
Via Jacob Blinder e Safrany

Nenhum comentário:

Postar um comentário