Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

domingo, 24 de fevereiro de 2013

OS ANTA-OLÓGICOS







OS ANTAS-OLÓGICOS


Laerte Braga


Obama não é, certamente. Pelo contrário. ANTAS-OLÓGICAS lembram aqueles nerds norte-americanos que entendem de tudo desde que haja um gibi do Superman por perto.No caso específico do Brasil é padrão é o filho de Eike Batista, Thor Batista. Deve se imaginar o próprio deus nórdico e seu martelo. Uma Ferrari (+a), martelo hoje para esse tipo de gente é outra coisa.

Podem ser o filho de Eike, ou os pistoleiros e policiais militares que assassinam camponeses em nome do “progresso” e do aumento da produtividade dos transgênicos, seguido de desmatamento.

Aécio Neves é anta-ológico. Se for solto no centro de Belo Horizonte e não tiver um guia não chega em casa. Não conhece a capital mineira.  Numa solenidade de entrega da medalha da Inconfidência, em Ouro Preto, em 2010, mais de um jornalista ouviu a governanta Andréa Neves dizer alto e bom som que “se eu não tomar conta dos negócios o Aecinho joga tudo fora”
.
Isso tem um reflexo largo no todo da sociedade. Por exemplo, o filho de um criminoso no Espírito Santo, solto por vários habeas corpus suspeitos, que escreve descansar assim “descançar”, quando acuado, os neurônios já atingidos pelas drogas, proclama que está cheio de “fartos documentos para prova”. Passou no vestibular da faculdade do pai.

Vai esperar o correr do tempo para pegar o diploma e pronto.

José Serra é mais que anta-ológico, é mistura de anta com crocodilo e cascavel, um tipo de ornitorrinco diferente dos anta-ológicos normais. Darwin não teve tempo de descrevê-los, ateve-se a Galápagos principalmente e concentrou-se nos ditos irracionais. Não percebeu os dito “racionais”.

Gilmar Mendes, por exemplo, não é anta-ológico, pelo contrário, é espertíssimo, escreve corretamente e dá nó em pingo d’água.

O capitalismo tem um trem engraçado. Obesas não gostam de sair às ruas com receio de serem vistas como carta fora do baralho. Aí abraçam causas tipo piedade e salvem as bandeiras não importa do que seja, ou de quem sejam.

Um tipo da blogueira cubana que está circulando pela País ao estilo Susane Labin, amiga Carlos Lacerda e veio testemunhar, antes de 1964 que comunistas assavam e comiam crianças e matavam velhos. Crianças hoje morrem à míngua na África, velhos nas filhas da saúde pública.

Foi quando descobriram a bi-polaridade.

O último tipo de anta-ológico que conheci refugia-se no dinheiro do papai, não tem quase mais neurônios, mas tem “fartos documentos”, de que ninguém sabe. É outra mania, têm provas de tudo que ao final não provam coisa alguma até porque não provam nada que não seja a “nerdice”, digamos assim.

Pior, aos sábados e domingos têm mania de entender de carne para o churrasco melhor que gaúcho.

Os antas-ológicos são a mais ampla e nefasta ameaça a espécie humana, porque reproduzidos em série pelo capitalismo via tevê, mídia de mercado e acreditam piamento que o carro tem que dormir na cama ao seu lado e a mulher na garagem. São machistas.

Se um anta-ológico sai numa coluna social como benfeitor de qualquer coisa, recorta edições e mais edições do jornal, espalha pelo seu círculo inteiro e se coloca num altar de barro na expectativa que as pessoas se ajoelhem e digam Manitu, Manitu.

Nem todo anta-ológico é mau caráter, evidente. Mas boa parte resvala para esse caminho e de um modo geral são edipianos. Se atrelam às mães como se amantes fossem.

O risco é oferecer uma mamadeira e depois uma chupeta. Pegam de primeira.

Álvaro Dias e um anta-ológico que evoluiu para a peruca. Sérgio Cabral já preferiu evoluir para Luciano Huck e evoluir aqui é modo de dizer, no duro mesmo é involução.   Geraldo Alckimin para a OPUS DEI e vai por aí afora.


Quando Guilherme Figueiredo escreveu o TRATADO GERAL DOS CHATOS estava tratando de uma significativa parcela de antas-ológicos. Hoje está de tal ordem disseminada a “categoria” que a turma dos documentos fartos e do “descançar” ameaça tomar conta do mercado. Planeta dos Macacos na certa.

Nesse caso estaremos sob a égide de uma legião de Bush e de especialistas em churrascos e fartos documentos.

E haja saco! Por serem o que são, na regra geral são covardes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário