Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

sábado, 22 de dezembro de 2012

Donatti o amigo da 'justiça'


Se fosse um PETISTA seria diferente, mas . olhaí o privilegio que tucano goza diante da 'JUSTIÇA"

Ministra Luciana Christina Guimarães Lóssio concedeu uma decisão que foi assinada na noite desta quarta-feira (03) pela ministra do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) , que concedeu liminar e suspendeu a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que havia cassado o registro de candidatura do prefeito de Conceição da Barra, Jorge Donati (PSDB).

Com a decisão, o prefeito segue normalmente na disputa e poderá ter a sua votação divulgada ao final das eleições no próximo domingo (07). Donati teve o registro cassado pelo TRE em ação em que é acusado fazer a divulgação de placas com publicidade da Prefeitura de Conceição da Barra durante o período eleitoral, o que é proibido pela legislação eleitoral.

Eleições

07/10/2012 - 20h16 - Atualizado em 07/10/2012 - 20h34
Jorge Donati é reeleito com 66,45% dos votos em Conceição da Barra
Até a semana passada a candidatura do atual prefeito da cidade estava cassada pelo TSE, mas decisão foi suspensa na última quinta-feira.
Atual prefeito de Conceição da Barra, Jorge Donati (PSDB) foi reeleito com 66,45% dos votos válidos. O tucano, acusado de envolvimento na morte de um sindicalista, Jorginho, como é conhecido na cidade, estava com a candidatura suspensa até a última quinta-feira, quando uma decisão liminar suspendeu o acórdão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) que impedia sua participação na disputa eleitoral.

O principal concorrente de Donati, Manoel Pé de Boi, teve 26,15% dos votos válidos. O motivo da decisão do TRE foi a realização de propaganda pelo candidato na divulgação de obras da prefeitura. Além dessas acusações, o prefeito, que chegou a ficar preso em abril, também é acusado de envolvimento na morte da então mulher dele, Cláudia Soneghete, e a arrumadeira Mauricéia Donato. O crime ocorreu na Ilha do Frade, Vitória, em 2003. Diplomação - Prefeito e Vereadores (5 fotos)
Aconteceu hoje, às 10 horas, a diplomação dos candidatos eleitos nas últimas eleições municipais. A cerimônia foi realizada do Salão do Júri do Fórum Desembargador Ferreira Coelho, em Conceição da Barra e foi prestigiada por diversas pessoas.

Além do prefeito Jorge Donati, também foram diplomados os vereadores e os primeiros suplentes de cada coligação. A vice-prefeita Adélia Marchiori encontra-se fora do município e foi representada pelo prefeito. Amigão Jorge Donati
17 de dezembro
Lançamento do livro - 14 de Dezembro de 2012 (5 fotos)
O lançamento do livro "Jorge Donati: uma história de luta pela verdade", na última sexta-feira (14) foi prestigiado por centenas de pessoas, entre elas o Deputado Freitas e Neyla Donato, mãe de Jorge Donati. O coquetel de lançamento começou por volta das 19 horas e já era aproximadamente meia-noite quando Jorginho finalmente autografou o último exemplar distribuído naquela noite.

EM BUSCA DA VERDADE

O drama pessoal vivido pelo atual Prefeito de Conceição da Barra ganhou versão em livro, escrito pelo jornalista Wilson Oliveira. Intitulada “Jorge Donati. Uma história de luta pela verdade!”, a publicação traz relatos, denúncias e documentos que esclarecem os problemas que enfrenta desde que viu seu nome envolvido no assassinato da sua mulher, há quase 10 anos.

A publicação evidencia ainda as inúmeras dificuldades que enfrentou, entre elas a acusação por dois crimes, mais de 200 dias de prisão e uma família alquebrada por tantas crises.Segundo o livro, tudo começou com os crimes brutais sofridos pela dona de casa Cláudia Soneghete e sua empregada Mauricéia Rodrigues, na Ilha do Frade, em Vitória. De forma leviana, Donati foi implicado no caso por uma pessoa muito próxima da família. Por conta disso, ele luta para provar sua inocência, apesar do inquérito policial nada apresentar que o incrimine.

Por conta de uma sequência de erros e abusos cometidos por autoridades diversas neste episódio, Donati nunca mais teve paz. Mesmo sem fundamentos legais que justificassem tantas arbitrariedades, ele foi acusado do crime e esteve preso por três vezes, com consequente desgaste de sua imagem, ao ponto de ter seu nome, mais uma vez, levianamente associado a um outro crime, o de um funcionário público barrense, Edson Barc

Nenhum comentário:

Postar um comentário