Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas. Clique na imagem acima.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

quarta-feira, 19 de janeiro de 2011

Convocatoria de TODOS Hermanos de NUESTRA AMERICA- Debate sobre Projeto Lei que limita trabalho de médicos brasileiros formados em Cuba.

Hermanos: ( TODOS DA AMERICA LATINA) o Brasil, via Parlamento, está submetendo atualmente a aprovação do Senado esta PL , que considero bandeira de luta (contraria) de todos nós de Nuestra America. Tomei a liberdade de convidar para um debate  o deputado federal Lelo Coimbra, (que aceitou de imediato, ciente que sou antagonica a ideia.)que é relator desta pl e ele aceitou. Trago ao grupo esta necessidade pedindo a manifestação de todos para que encontremos uma data viavel a participação de todos , sempre após as 22 hs ( Horario Brasilia) para que hermanos de países com diferença de fuso grande possam participar. Colocarei o documento do Relator neste grupo para apreciação e tb. um debate que travamos. Lelo Coimbra, tem minha promessa de que promoveremos um debate educado, inteligente sem antagonizarmos, porem ciente que defenderemos nossas bandeiras exaustivamente. E certa que todos assim agirao, peço que se manifestem.debate irá acontecer segunda feira as 22 hs (hr. Brasilia) na comunidade: http://www.facebook.com/profile.php?id=1749553462#!/home.php?sk=group_186635068020702&ap=1 Vamos a luta, a causa é justa. Será aberto a Jornalistas, politicos, militantes e tb. a defensores do relator da PL. Unidos venceremos. Participemos,

Nanda Tardin


A Fim de colocar a todos igualmente a par e portanto disponivel para defender a causa ( minha defesa está explicita acima, sou contra a PL), e tb. disponibilizar   para divulgação da mídia e militantes que esperamos encontrar nesta luta, segue dados debatidos:

A partir de um postagem referente a Medicina Humanizada, alternativa  chegouse a este debate no grupo CONCIENCIA POLITICA ES, com políticos e mov. Da sociedade civil capixaba que aqui reproduzo,
http://www.facebook.com/?sk=messages&tid=1674733281511#!/home.php?sk=group_191570107524828&notif_t=group_activity

 Argumentação Relator
Lelo Coimbra ( deputado Federal) fui o relator do processo que impediu a diplomação automática dos estudantes da ELAM - Escola Latina Americana,
Sede em Cuba e extensão na Colômbia.
Os motivos básicos são os seguintes:
1) há em torno de 12 mil brasileiros que se graduam fora do Brasil, por diversos motivos e, para terem seu diploma reconhecido no nosso Pais, tem que seguir a LDB - Lei de Diretrizes Básicas da educacao, que obriga seja feita a compatibilizacao curricular -as materias que faltassem seriam cursadas no Brasil- e uma prova de aptidão;
2) o acordo Brasil/Cuba, para os alunos do Brasil em Cuba, hoje parece-me 622 que concluíram, previa uma excepcionalidade: não fazer compatibilizacao de curriculum e nem prova de aptidão;
3) isso significava tratamento não isonomico a brasileiros, em situação similar, privilegiando um número bem menor ( 11 a 12 mil versus 622 ) inexplicavelmente!
4) a duração do curso em Cuba tem dois tratamentos para exercício da medicina. Os cubanos que a exercerão em Cuba cursam 8 anos, enquanto os brasileiros fazem apenas 5 anos. Se quiserem permanecer em Cuba como médicos, tem que fazer mais 3 anos.
Mas, mesmo assim, não os deixamos sem saída. Junto com o MEC e o M Saude, formulamos uma alternativa que acolhessem a todos brasileiros graduados fora do Brasil. Recentemente foram submetidos a prova. Dos 622 que concluíram seu curso na ELAM, ficaram reprovados 621. APENAS 01 foi aprovado!
Esses são os fatos.
Informações adicionais para seu conhecimento: os alunos são selecionados no Brasil por indicação de Partidos Políticos, movimentos sociais, sindicatos, mov popular, etc... SEM quaisquer processos de seleção e, sem sequer terem se preparado para tal. Eles se viram para conseguirem as passagens e ficam por conta do governo Cubano, durante os cinco anos. Isso se iniciou em 1999, ainda com FHC, e os primeiros formandos foram no período Lula, ainda no primeiro governo. A tentativa de burlar a LDO para expedir diploma e registro, não estava previsto no acordo inicial, foi uma forcada de barra de J Dirceu, qdo foi a Cuba com Lula, ainda qdo chefe da Casa Civil.
Meu relatório se tornou um caderno impresso, que faço questão de mandar para você e me coloco a disposição para quaisquer debates de sustentação. Não tenho preconceito com Cuba, e menos ainda restrições ideológicas, exceto as fascistas. Me mande teu endereço postal para vc receber o caderno em casa! Um fraterno abraço!
Lelo Coimbra

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------
Rebatendo a relatoria e a PL

Fernanda Tardin - Há dois aspectos a serem considerados em torno das observações de Lelo.
O curso de medicina em Cuba atende às exigências básicas e fundamentais para a saúde pública naquele país e em qualquer país do mundo. Ocorre que, no Brasil, hoje, uma g......rande parte dos cursos de medicina o são de universidades ou faculdades privadas e começam aí os obstáculos, a concorrência com nítida vantagem para os formados em Cuba.
A Universidade Federal de Juiz de Fora,Cidade que moro tem 4 anos( mas não teve um mês deste periodo que deixei de ir a Vitória e acompanhar os acontecimentos aí, mantendo aí endereço fxo de residência,) por exemplo, há anos, reduziu à metade o número de vagas para a Faculdade de Medicina. Votaram a favor da redução, por exemplo, os médicos digamos AAB, AAC, ASD e hoje temos nas AAB FILHO, AAC FILHO, ASD FILHO, ou seja, transferência simples de clínicas, obrigando os não "filhos" a pagar em torno de quatro a cinco mil reais de mensalidade para o curso numa faculdade particular, detalhe importante: os médicos AAB, AAC, ASD são sócios.
O veto aos médicos formados em Cuba decorre, entre outras razões de pressões da iniciativa privada, donos de faculdades, de universidades, de hospitais associados, todo um contexto de preservação de um mercado altamente lucrativo, já que a saúde pública no Brasil é da pior qualidade no geral.
O segundo aspecto é que os cursos cubanos atendem a estudantes indicados por movimentos sociais, partidos, organizações, sindicatos, etc, sem exigência de vestibular, mas com exigência de ensino básico. fundamental, por entender que, não há necessidade de seleção ou disputa por vagas, que, no Brasil, é fantástica fonte de renda de cursos preparatórios, dos quais via de regra são sócios AAB, AAC, ASD.

Ou seja, tem uma concentração 'hereditária' de pessoas dominando o setor e não interessa que médicos populares, voltados para a medicina pública, sem a formação 'humanista' do se tem dinheiro é atendido, se não tem espera aí, há uma tendência para evitar a presença desses médicos e a diminuição dos lucros.

A forma como o texto foi apresentado pelo Lelo dá a impressão que os cubanos formam médicos em série como as faculdades privadas brasileiras,e o ES sabe bem o que é isto com esta avalanche de faculdades particulares que anualmente adentram o mercado(sim mercado) quase sempre mal equipadas e com currículos de fachada, apresenta números que podem ser contestados, claro, as provas podem estar acima do nível normal de exigência a médicos em qualquer lugar do mundo, esse fato já foi confirmado em vários setores como forma de manter privilégios, dificultando a abertura do que gostam de chamar de mercado.

Do contrário a forma de tratar a cólera no Haiti seria exemplar a brasileira, não a cubana. A saúde pública exemplar seria a brasileira, não a cubana.E até foi, se levarmos em conta a saúde municipal de 20 anos atrás, que fez Vitória ser destaque positivo e referencia mundial)O menor índice mundial de mortalidade infantil seria o brasileiro, não o cubano. A vacina recém descoberta contra o câncer de pulmão teria sido no Brasil e não em Cuba.

Temos o setor de saúde controlado por grupos econômicos, planos de saúde, redes hospitalares, faculdades privadas, claro, não querem concorrência de médicos bem formados e com visão diferenciada dessa sórdida forma de atendimento imposta ao brasileiro e de exploração do próprio médico brasileiro que não tem a "felicidade" de estar integrado a um desses grupos.


 Enfim, segue anexo  integra doc. recebido do Gabinete do Relator Deputado, para conhecimento:Sr. Fernanda,

Segue anexo cópia do relatório e parecer do PL 346 de 2007, do Deputado Lelo Coimbra - PMDB/ES.


...Att,

Elâine SilvaCOMISSÃO DE EDUCAÇÃO E CULTURA
PROJETO DE DECRETO LEGISLATIVO No 346, DE 2007


um ano de EMPODERAMENTO POPULAR.
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=Empodera
POR UMA CÂMARA DOS DEPUTADOS POPULAR!
POR AMPLA PARTICIPAÇÃO DOS VÁRIOS SEGMENTOS DA SOCIEDADE NO PROCESSO POLÍTICO!
PELO RECONHECIMENTO DA VONTADE DE TODA SOCIEDADE, é que encaminhamos a expressão escrita desta :
PROTÓGENES QUEIROZ PRESIDENTE DA CÂMARA FEDERAL
http://www.peticaopublica.com.br/?pi=Empodera
Somos a base da piramide, 180 milhoes de brasileiro, só falta fazermos uso dessa força e assim evitar que o topo nos manipule.
Bjs
Nanda Tardin
32 91363332 begin_of_the_skype_highlighting              32 91363332      end_of_the_skype_highlighting

Nenhum comentário:

Postar um comentário