Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?

Como participar da campanha pela DEMOCRATIZAÇÃO DA MÍDIA?
LEI DA MÍDIA DEMOCRÁTICA KIT COLETA Todo cidadão/cidadã pode buscar voluntariamente as assinaturas para o projeto. Disponibilizamos abaixo um kit com o material necessário para o diálogo nas ruas.

Seguidores

#naovaitergolpe

#naovaitergolpe
Acesse Frente Brasil Popular

terça-feira, 26 de abril de 2016

Não chore por mim Brasil - Evita Temer - Bela, recatada, dólar



Ela era apenas a bela, recatada, do lar, mas com um sorriso triste, que lhe conferia um ar de demência, porém eis que a grande chance de ser feliz lhe bate à porta, e ela vislumbra a possibilidade de se tornar Evita Temer, bela, recatada, dólar, uma primeira-dama como nunca antes na História...

PressAA

segunda-feira, 25 de abril de 2016

Contexto Livre: Veja José de Abreu no Faustão

Contexto Livre: Veja José de Abreu no Faustão

Quem deu o golpe, e contra quem?

Esse é o elemento novo do velho golpe surrado de sempre.
 Ainda que o golpe tenha se dado no circo do Congresso em
 uma palhaçada denunciada por toda a imprensa internacional
, sem o trabalho prévio dos justiceiros da "justiça seletiva"
 ele não teria acontecido.
O Estado policial a cargo da "casta jurídica" já está sendo 
testado há meses e deve assumir o papel de perseguir, com
base na mesma "seletividade midiática", o princípio: para os
 inimigos a lei, e para os amigos a "grande pizza".
A "pizza" para os amigos já está em todos os jornais e acontece
 à luz do dia. O acirramento da criminalização da esquerda é o 
próximo passo. Esse é o maior perigo. Muita injustiça será 
cometida em nome da Justiça.
RESUMO Para o autor, decisão da Câmara a favor
 do processo de impeachment da presidente Dilma
 ameaça a democracia. Em texto que retoma ideias
 já expostas aqui e em seu livro mais recente, diz 
que esta crise, como outras, contou com a 
manipulação, mediada pela imprensa, da classe média pela "elite de…
WWW1.FOLHA.UOL.COM.BR


'Se MP não abrir inquérito contra Aécio será a desmoralização das instituições'

Parabéns ao grande deputado Rogério!!!
Para deputado do PT mineiro, Rogério Correia, existem
 provas de diversas ordens que embasam abertura de 
investigação contra senador tucano, e a PGR…
BRASIL247.COM|POR BRASIL 24/7

“ Belas , Recatadas e de Luta “


“ Belas , Recatadas e de Luta “ 
https://www.facebook.com/events/1715621958722517/


Mulheres belas, maravilhosas, recatadas, do lar, dos colégios, do campo, das academias, da cidade, da perferia, branca, negra, loira, magra, plus, de peito, de peitão, minas, mona, sapatão...Venham todas



Contamos com todas para o grande cortejo artístico, performático, político e cultural 
“ BELAS RECATADAS E DE LUTA “ 


Dia 28 de abril  em Vitória ES

A concentração será às 16h – Em frente à Casa da Stael (casa rosa na rua 7, 263)
Trajeto: Cortejo até a praça Costa Pereira chegada : 
ATO PERFORMÁTICO , POLÍTICO E CULTURAL

O EVENTO TERÁ : 
✔Apresentações Culturais ; 
✔Poesia , intervenções cênicas ;
✔ intervenções visuais ( cartazes , banner, faixas, fitas , flores) 
✔ homenagem às mulheres torturadas na ditadura militar 
✔ participação de coletivos culturais
_ Participação da Esquerda Festiva

Venham, veham todas, tragam musicas, poesias, venham de figurinos, liberem suas fantasias, tragam alegria. Precisamos de todas juntas e mostrar porque mulher pode ser e estar onde ela quiser e quando quiser.

Juntas somos mais!
Unidas pela democracia e contra o golpe do machismo diário imposto pela sociedade!



domingo, 24 de abril de 2016

Declaração oficial do Partido Social-Democrata Alemão (SPD), que integra a coalizão do governo de Angela Merkel:

Declaração oficial do Partido Social-Democrata Alemão (SPD), que integra a coalizão do governo de Angela Merkel:
"O grupo parlamentar do SPD apoia todas as forças democráticas no Brasil, se opõe às ideologias anti-políticas e anti-democráticas e espera que um processo de diálogo e uma solução para a crise, sejam encontrados. A oposição no Brasil deve retornar aos princípios democráticos. Isto significa respeitar os resultados das eleições e de luta para a mudança política através das urnas."
Niels Annen, porta-voz dos negócios estrangeiros;
Klaus Barthel, relator competente:

"No domingo passado, a Câmara dos Deputados do Brasil decidiu dar início ao processo de impeachment contra o atual presidente Dilma Rousseff.
O grupo parlamentar do SPD acompanha a evolução no Brasil com grande preocupação. Os casos graves de corrupção na companhia petrolífera estatal Petrobras abalaram a confiança do público no sistema político e partidos. Ficou provado que Partido dos Trabalhadores PT se beneficiou de financiamento ilegal. Apesar de intensas investigações, não há evidência confiável de que Dilma Rousseff ou seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva foram envolvidos no escândalo Petrobras. No entanto, Partido dos Trabalhadores PT e os seus administradores vêem uma campanha de difamação a qual vai prejudicar a credibilidade e reputação do partido, da Presidente Rousseff e do seu antecessor expostos por grande parte da mídia brasileira. Não apreciado, entreanto, é a opinião pública de que foi apenas nos governos do PT, Rousseff e da Silva, que foi criada a base das agências judiciais e policiais para uma investigação eficaz da corrupção. É tarefa do judiciário, baseado no bem-estar democrático, garantir que o processamento da corrupção ocorra sem revanchismo político.
As alegações contra Roussef não representam uma base jurídica confiável para o impeachment. Eles se fiaram no debate durante a votação do Impeachement na Câmara, o que significativamente, não conta.
Com o impeachment, a oposição abusou de um instrumento democrático importante da Constituição para remover do cargo um presidente democraticamente eleito. Sabemos que Dilma Rousseff perdeu apoio na sociedade e no Congresso. O abuso do impeachment, no entanto, representa um precedente perigoso para a democracia brasileira. Ele permite que as pesquisas de opinião e marchas de protesto superem os princípios constitucionais e eleições democráticas ".
.
Die SPD-Bundestagsfraktion unterstützt alle demokratischen Kräfte in Brasilien, die sich antipolitischen und antidemokratischen Ideologien entgegenstellen und hofft, dass in einem Dialogprozess ein Ausweg aus der Krise gefunden wird. Die Opposition in Brasilien muss zu demokratischen Grundprinzipien…
SPDFRAKTION.DE

Cunha declara possuir patrimônio político maior do que tinha ACM


Cunha declara possuir patrimônio político maior do que tinha ACM 

Fernando Soares Campos

Antonio Carlos Peixoto Magalhães, ou simplesmente ACM, era um velho senador da família pefelista (Demo, se vivo estivesse). Durante muitos anos, o poderoso baiano enganou o satanás, pois sua alma fora penhorada por dívida a Lúcifer, que lhe concedeu o título e poderes de capo di tutti i capi (chefe de todos os chefes) das máfias brasileiras, com prazo de validade vencido no final do período da ditadura militar que vigorou no Brasil a partir de 1964 e prorrogado por tempo indeterminado.

Numa das tentativas de cobrar a dívida, Lúcifer submeteu ACM a um infarto, porém ele foi operado e recebeu o implante de duas pontes de safena e duas mamárias. O Príncipe das Trevas mandou apedrejar seus rins, contudo o velho foi operado em Londres, quando lhe retiraram três cálculos renais. Os capetas responsáveis por doenças do sistema respiratório andaram atanazando-lhe, porém o velho ACM pediu a Belzebu para permanecer na Terra até preparar seu sucessor. O demônio-chefe gostou da ideia e até lhe indicou alguns nomes.

Quando Deus ainda exercia alguma influência sobre ACM, este se formou em medicina; porém, ao estabelecer o pacto com o Reino das Trevas, abandonou a profissão para assumir funções mais apropriadas aos desígnios de Satã: em 1954 elegeu-se suplente de deputado estadual pela UDN, mas, com uma ajudazinha do capeta, acabou assumindo o cargo no lugar do titular, marcando o início de uma das mais tenebrosas carreiras de golpista do Brasil, quiçá do mundo.

Dez anos depois, já na condição de deputado federal, apoiou o golpe militar que implantou uma sanguinária ditadura no País. Os generais-ditadores reinstalaram o sistema de capitanias hereditárias no Brasil, e foi assim que ACM, como não poderia deixar de ser, apropriou-se de uma das sesmarias mais cobiçadas do Nordeste, a qual ficou mundialmente conhecida como Bahia de Todos os Santos de Antonio Carlos Magalhães, que também atendia pelo título de imperador Magá, o Toninho Malvadeza.

Apesar do título monárquico, ACM governava seu território à maneira de um coronel latifundiário, símbolo do autoritarismo e impunidade em terras tupiniquins, na modalidade coronel eletrônico, como são conhecidos os políticos donos de emissoras de rádio e tevê. O seu patrimônio era dos mais expressivos da Bahia. Em maio de 2000, o poderoso chefão baiano fez uma declaração parcial de seus bens à revista Valor Econômico:

"Eu tenho o governador, os três senadores, 95% dos prefeitos e 30 dos 39 deputados federais". E ainda desafiou: "Me mostre alguém que tenha um poder como este onde faz política".

Júlio Camargo afirmou que o Cunha lhe disse que controla 260 deputados. Na época em que fez essa "declaração de bens", Cunha ainda não possuía os 300 picaretas que Lula identificou na Câmara dos Deputados, mas, no domingo, 17, ficou comprovado que ele já adquiriu mais uma centena deles. 

Cunha, o achacador, um elemento mais esperto que Abadia

Júlio Camargo, empresário preso na Operação Lava-Jato, foi consultor das empreiteiras Toyo Setal e Camargo Corrêa. Em depoimento ao Juiz Moro, sob a condição de "delação premiada", ele falou do momento em que esteve cara a cara com Eduardo Cunha, acusando este de agir como chantagista-achacador, hoje presidente da Câmara dos Deputados da República Federativa do Brasil.

Júlio Camargo - "Marcamos num domingo, final de tarde, no Rio de Janeiro, um encontro num edifício comercial no Leblon e tivemos o encontro, o deputado Eduardo Cunha, o Fernando Soares e eu. Eu fui bastante apreensivo. O deputado Eduardo Cunha é conhecido como uma pessoa agressiva, mas comigo foi até bastante amistoso, dizendo que ele não tinha nada pessoal contra mim, mas que havia um débito meu com o Fernando, no qual ele era merecedor de U$ 5 milhões e que isso estava atrapalhando, porque estava em véspera de campanha; se não me engano, campanha municipal, e que ele tinha uma série de compromissos, e eu vinha alongando esse pagamento há bastante tempo, e ele já não tinha mais condições de aguardar."

Camargo também confessou que havia ficado temeroso do poder que Eduardo Cunha exibiu para ele naquele encontro.

- "Estamos falando de uma pessoa que, segundo ele, tinha o comando de 260 deputados no Congresso. Uma pessoa de alto poder de influência. O maior receio é com a família. Quem age dessa maneira perfeitamente pode agir contra terceiros" - disse o delator.

E ele tem razão, não se sabe do que Cunha é capaz. Sabe-se, no entanto, que ele já esteve envolvido em negócios com o megatraficante colombiano Juan Carlos Ramírez Abadia, preso pela Polícia Federal e deportado para os EUA.

Abadia, também conhecido como "Chupeta", é acusado de mais de trezentos assassinatos na América Latina e cerca de quinze nos Estados Unidos. Chegou a ser considerado pelo FBI como o segundo homem mais perigoso do mundo depois de Osama Bin Laden.

Tudo bem, não duvido, Abadia pode até ser mais violento que Eduardo Cunha, mas este é bem mais esperto que o megatraficante colombiano.

Leia trecho dessa matéria publicada em 11 de outubro de 2007, no Portal Terra, e veja como Cunha passou a perna em Abadia.


"O deputado federal Eduardo Cunha (PMDB-RJ) foi acusado ontem, no Plenário da Assembléia Legislativa do Rio, pela deputada estadual Cidinha Campos (PDT), de ter vendido ao traficante colombiano Juan Carlos Ramírez Abadia uma casa em Angra dos Reis. De acordo com Cidinha, o empresário Daniel Maróstica, que seria operador de Abadia, teria comprado a casa atribuída a Cunha de um laranja do deputado por US$ 800 mil (cerca de R$ 1,6 milhão), em dinheiro, e meses depois revendido ao mesmo laranja por US$ 700 mil. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo."

Imaginemos um diálogo entre ACM e Cunha, ambos exibindo seus podres poderes.

"Tenho os três senadores e trinta dos trinta e nove deputados federais da Bahia", diria ACM.

Depois de se refazer de incontrolável crise de riso, Cunha tomaria fôlego e diria:

"Agora entendi por que vossa excelência precisou renunciar à presidência do Senado, a fim de não ser cassado."

E voltaria a rir a bandeiras despregadas...

_______________________________________________

Ilustração: AIPC - Atrocious International Piracy of Cartoon

PressAA

Belas, Recatadas e de Luta Evento Mulheres pela Democracia em Vitória ES





https://www.youtube.com/watch?time_continue=2&v=8E7V1FXTNsM
“ BELAS RECATADAS E DE LUTA “

Dia 28 de abril ( quinta -feira )
Concentração 16h – Em frente à Casa da Stael
Trajeto : Marcha até a praça Costa Pereira chegada :
ATO PERFORMÁTICO , POLÍTICO E CULTURAL 

“ BELAS RECATADAS E DE LUTA “

O EVENTO TERÁ :
✔Apresentações Culturais ;
✔Poesia , intervenções cênicas ;
✔ intervenções visuais ( cartazes , banner, faixas, fitas , flores) ;
✔ homenagem às mulheres torturadas na ditadura militar
✔...

Apoio de mobilização da FBP ES e as entidades que já a compõem.

sábado, 23 de abril de 2016

Alem de Golpistas são mentirosos


Dilma retoma tese de golpe e sugere que Temer não tem legitimidade


"Não gosto de juízes da lei, que não atiram em ninguém; batem o martelo destruindo vidas e está tudo bem; justo é quem anda pelo certo e não se abala; de quem a elite tinha medo, o povo respeitava" - Z´áfrica Brasil em "o Rei do Cangaço", música sobre Lampião.
- Sem citar nomes, Dilma reprovou os ministros que se manifestaram sobre o tema depois da votação da Câmara que deu aval ao impeachment –Celso de Mello, Gilmar Mendes e José Antônio Dias Toffoli.
Para a presidente, eles não deveriam emitir opinião, pois terão de se manifestar em provável recurso ao STF feito pelo governo.
Questionada pela Folha ao fim de uma entrevista coletiva na residência do embaixador do Brasil na ONU, Antonio Patriota, sobre o tema, ela respondeu que "não é a opinião do Supremo".
"É a opinião de três ministros. São apenas três ministros, e são ministros que não deveriam dar opinião porque vão me julgar", disse.
Após evitar falar em "golpe" em seu discurso à ONU, 
a presidente Dilma Rousseff voltou a usar o termo em
 entrevista à imprensa brasileira em Nova York.
WWW1.FOLHA.UOL.COM.BR